quinta-feira, junho 18, 2009

D. AFONSO HENRIQUES: UM REI POLÉMICO


Em vésperas de se comemorar mais um aniversário da Batalha de S. Mamede, O escritor, poeta, historiador, editor, jornalista e investigador Dr. João Barroso da Fonte, lança um livro sobre D. Afonso Henriques (mais um) em resposta aos que defendem a “tese” de Viseu.

É já na próxima sexta feira (amanhã) dia 19 de Junho, pelas 18 horas, no restaurante Vira-Bar (situado no centro histórico, junto à muralha, onde se lê “AQUI NASCEU PORTUGAL”), será apresentado o livro Afonso Henriques: Um Rei polémico.

Este livro, com quase 300 páginas, surge da necessidade de rebater a chamada “tese” de Viseu, que defende que o nosso primeiro Rei nasceu naquela cidade beirã. Nele se explica como surgiu aquela “tese” polémica e reúne todas as provas conhecidas, demonstrando que, até provas em contrário, os Vimaranenses poderão continuar a dizer com orgulho, que AQUI NASCEU PORTUGAL e o nosso primeiro Rei.

A sessão é aberta a todos os interessados. Na ocasião o livro será vendido ao preço especial de lançamento (10 euros).



57 Comentários:

Anónimo disse...

Faz 19 anos que o historiador Almeida Fernandes avançou com a tese do nascimento de D. Afonso Henriques em Viseu e a Fundação Mariana Seixas está convencida de que nada a irá enfraquecer.

António José Coelho, editor da Fundação, que editou esta tese afirmou à Lusa que nestes anos «nunca ninguém contestou a tese com bases científicas. E não será com certeza um publicista (pessoa que divulga ideias) a contestar a tese de um historiador».

O livro «Afonso Henriques: um Rei Polémico», do investigador Barroso da Fonte, vai ser apresentado sexta-feira em Guimarães e poderá ser «um contributo interessante para fazer os historiadores virem à liça debater o assunto».

Este ano, tanto Viseu como Guimarães comemoram os 900 anos do nascimento do primeiro rei de Portugal, mas António José Coelho congratula-se pelo trabalho de Almeida Fernandes ter «cada vez mais ecos favoráveis e apoios entre os investigadores de História Medieval».

18/6/09 16:05
Livrarie Amérique en Paris disse...

Esse parolo o que quér é vender livros, e bùrro é quem compra.

Eu tenho varios dicionarios Portugueses meus, e tambem trabalho na maior bibliotéca amaricana em Paris, que me dà asséço a livros Ingleses e Amaricanos, ou seja mais de 500 livros hà disposiçao sobre o primeiro Rei de Portugal, e alguns jà tem mais de 300 anos.
So que nenhum diz o dia que ele nasceu, mas sim o ano.

Como é que um senhor como esse pode afirmar uma coisa que muitos cientistas nunca conseguiram descubrir.

Serà que esse mentiroso foi a prateira do nosso Afonso?

18/6/09 16:18
António José disse...

Esse novo investigador que levantou recentemente a hipótese de D. Afonso Henriques não ter nascido em Guimarães, mais não pretende do que protagonismo e as provas são infundadas e inexistentes.

Na falta de alguém na Câmara de Guimarães para rebater esta nova tese (infundada) de Viseu, quem melhor que Barroso da Fonte para esclarecer o que já mais alguém o conseguirá fazer; levar o Castelo, o Paços do Duques, a capela onde foi baptizado o infante Afonso Henriques e a estátua do primeiro rei daqui para fora.

Em Viseu não são conhecidos marcos históricos, a não ser que tenha sido o Conde D. Henrique (pai de Afonso Henriques) que tenha mandado fazer aquelas rotundas todas em Viseu, para passar as carroças.

Escrevam o que escreverem, espumem-se todos, façam o que fizerem, sem dados, provas, documentos, marcos históricos, Viseu (ou Coimbra), nunca será o que Guimarães é actualmente e representa pelo passado e pelos registos deixados em Guimarães.

Guimarães não é só futebol, é também esta essência e génese de Portugal.

18/6/09 16:18
Anónimo disse...

Por António José

18/6/09 16:20
Diogo Ferreira disse...

Fica a sugestão...O preço não é mau.

18/6/09 16:24
Anónimo disse...

O Foral de Guimarães é de 1096. Viseu apenas teve o seu em 1123.

18/6/09 16:27
Paula disse...

Mais importante que o local onde nasceu o nosso primeiro Rei, é onde nasceu a nossa Pátria essa sim, nasceu em Guimarães na batalha S. Mamede em 24 de Junho de 1128, é com esse espírito e muito orgulho que no estádio D. Afonso Henriques canto o Berço da nação somos nos.
Guimarães Sempre Vitoria Ate Morrer.

18/6/09 16:49
Anónimo disse...

Esse senhor deve ser mais um que se déve dar bem com a escumalha que diz que em Lisboa hà uma ponte que se chama 25 de abril.

Estranho porque eu não conheço, mas sim a ponte que foi mandada construir a pronto de pagamento pelos pais portugueses que jà morreram e o padrinho Antonio Oliveira Salazar

Por isso eu conheço a ponte Salazar e outras em Lisboa, agora a 25 de abril aina tà por construir.

Qualquér dia esses Senhores tambem se lembram e dizem que o afonso passa a chamar_se Tonio e os otarios là vão eles todos coriosos comprar mais papél.

18/6/09 16:53
Anónimo disse...

Tese polémica de Almeida Fernandes reeditada dia 30

Texto deEmília Amaral

O esperado lançamento da nova edição do livro do historiador Almeida Fernandes: “Viseu, Agosto de 1109-Nasce D. Afonso Henriques”, pela Fundação Mariana Seixas, está marcado para segunda-feira, dia 30 de Abril, às 18h00, na Câmara de Viseu e tem tudo para manter reacesa a discussão à volta da cidade que serviu de berço do fundador da nacionalidade. Guimarães ou Viseu?
Com o prefácio assinado por Maria Alegria Marques, professora da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, a obra tem o intróito assinado pelo presidente da Câmara de Viseu, Fernando Ruas.
“Nos últimos anos foi dada notícia de uma profusão de estudos sobre a personagem de D. Afonso Henriques, apresentando diferentes teses sobre o local do seu nascimento. Aceitamo-las a todas como legítimas e bem intencionadas nas provas que apresentam, mesmo que possam constituir uma ruptura em relação à opinião que a tradição tem mantido como a mais provável”, escreve Fernando Ruas.
Logo a seguir o autarca acrescenta: “Sem pretender alimentar «polémicas bairristas», não posso deixar de resgistar, no entanto, a novidade e o peso do reconhecimento da verosimilhança das teses do dr. Almeida Fernandes, na biografia “D. Afonso Henriques” escrita recentemente pelo professor José Mattoso… Trata-se, de facto, do aval ao valor das provas documentais e das hipóteses apresentadas pelo insigne estudioso Almeida Fernandes”.
Na nota de abertura, o presidente da Fundação Mariana Seixas, Francisco Peixoto justifica a nova edição do livro com o facto de a obra se encontrar “há muito esgotada”, mas admite que, o pormenor de o tema “ter ganho, recentemente um renovado interesse”, constitui “um motivo mais de afirmação”.
Na realidade, Almeida Fernandes relata na sua obra episódios que demonstram “um impedimento bastante ao facto a retinha [D. Teresa] em Viseu”.
“Egas Moniz, indigitado aio da criança cujo nascimento se aguardava, passava de Viseu a Mangualde para, com dois delegados, conferir o foral, na vez de D. Henrique e D. Teresa expressamente, acompanhando-os o bispo eleito de Coimbra. Foi nessa altura, à roda de 5 de Agosto de 1109, que, no paço de Viseu veio à luz o nosso primeiro Rei, D. Afonso Henriques”, relata a obra.

18/6/09 17:25
Anónimo disse...

anonimo o que é que o foral tem em comum com nascimentos?

18/6/09 17:29
Anónimo disse...

portugal nasceu do tratado de zamora e nao na batalha de s mamede! quem nomeou d afonso henriques cavaleiro com 16anos? quem negociou o tratado de zamora? joao peculiar arcebispo de braga!

18/6/09 17:35
Anónimo disse...

um é historiador quer protagonismo outro quer vender livros a 10euros!
so que um é historiador outro é publicitista vende a banha da cobra e ainda ninguem rebateu a tese de almeida fernandes com dados cientificos.......

18/6/09 17:51
Anónimo disse...

ca para mim isto é obra de pintinho da costa...

18/6/09 17:58
cc disse...

Livrarie Amérique en Paris, esse senhor quem? Pode ser mais claro um bocadinho?

A nossa riqueza Histórica não deixa dúvidas a ninguém.

O senhor de Viseu, que levantou a questão deve ter sido bem pago para afirmar babuseiras.

18/6/09 17:59
Alex disse...

Os de Braga estão atentos e vão-se cultivando nos blogues vimaranenses, porque Espanhóis que foram e expulsos por D. Afonso Henriques, que não quis, - e bem - ser Espanhol, criou um estado chamado Portugal.

Quem não gostar da nossa história, paciência, ou saia do País.

18/6/09 18:28
Anónimo disse...

alex braga era a capital da galécia nessa altura e se nao fossem os de braga e o seu arcebispo mais os nobres eras galego
se afonso henriques foi rei e és portugues aagradece aos de braga e a joao peculiar arcebispo de braga!

18/6/09 18:47
Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...

Eu tenho um dicionario de um mentiroso de Lisboa que diz que o afonso nasceu em Coimbra.

Tal mentira bem vizivél que nem a data de nacimento tem.

Posso provar éssa mentira tanto eu como todos aqueles que compraram esses livro

18/6/09 20:32
Joao Pinheiro Paris disse...

O filho de enrique de borgonha e de teresa bastarda de afonso V l de Leao, nasce em GUIMARAES DATA ENTRE 1109 E 1111 e FALECEU EM 6-12-1185 e passa a infancia e a adolescencia nas térras do condado portucalense; sendo educado por representantes de uma nobreza regional que, desde o reinado de fernando magno, se encontrava animada por um forte sentimento de autonomia em relaçao à monarquia leonesa. E essa nobreza , apoiante e colaboradora da politica separatista desenvolvida durante o governo do conde henrique, que farà do jovem Afonso, armado cavaleiro aos treze anos na catedral de zamora, o elemento congregador e legitimador da sua rebeliao contra o governo de tersa , adepta de uma estratégia autonomista, envolvendo a aliança com nobres galegos, os quais, progressivamente, ganharam no condado um peso politico considerado ameaçador. Apos a batalha de S. Mamede (1128) contra os partidarios da politica galega. Afonso Enriques inicia o governo do condado com o apoio imprescindivel do partido portucalense, cujos elementos serao, no futuro, largamente recompensados. O periodo de 1128 a 1138 é marcado pelas hostilidades contra o rei de leao , Afonso Vll , que tenta contrair os projetos expansionistas e independentistas do primo (incorsoes na galiza em 1130-1132-1133-1137) e pela repressao de revoltas internas, como a protagonizada pelo nobre galego Bermudo Peres de trava na Beira (1131). A ocorrencia de confrontos na fronteira islamica obriga Afonso a abandonar a frente setentrional, pelo que assina um tratado de tréguas com Afonso Vll (Paz de Tui, 1137), no qual promete obediencia ao primo, que, desde 1135 , se intitulava imperador de Espanha. Em 1139, numa acçao simultania com o imperador, que empreende uma campanha pela fronteira de toledo e conquista Oreja, Afonso alcança uma vitoria sobre os Mouros em Orique, passando ,a partir dai, a intitular-se rei de PORTUGAL. Contudo, os primeiros anos da década de 40 sao ainda marcados por focos de instabilidade: lutas com Leao (Valdevez; 1141) ;incursoes islamicas (conquista de Leiria, em 1140). So com o tratado de zamora de 1143 , pelo qual o imperador reconhéce a realeza do primo , é que o primeiro REI DE PORTUGAL pode orientar a sua politica de expansao territorial para sul, ao mesmo tempo que, declarando-se vassalo diréto da Santa Sé procurava reconhecimento internacional do novo reino. Precebida por um bréve periodo preparatorio ,a tomada de samtarem em 1147, viablizando,no mesmo ano ,a conquista de LISBOA .

Tenho apenas a quarta classe mas orgulhome de ter a Dona Laurinha como Professora que me ensinou a verdadeira historia que jà confirmei em muitos livros da minha coléçao.

Do nosso Berço até às Africas aprendi felizmente toda a historia do meu Portugal que o nosso Afonso Criou.

18/6/09 21:20
LG disse...

Se Afonso Henriques foi rei e és Português, agradece a Afonso Henriques pela valentia com que se bateu e se ter revoltado contra a mãe, que defendia os Galegos.
Agradece aos de Guimarães.

NÃO CUSTA SABER, CUSTA É COMPREENDER.

18/6/09 21:37
Anónimo disse...

primeiro de tudo o titulo desse livro é ridiculo...rei polemico??
(...)
...segundo a historia do nascimento e vida do 1º Rei de Portugal passou de geração em geração até aos dias de hoje e os marcos historicos do berço da nação dizem tudo...o castelo, a capela a estátua etc., 3º pa esse palhaço desse autor...polémico não é o REI..polémico são os parvalhões como ele que escreveu esse livro que querem semear a discórdia entre toda á gente..daqui a pouco a batalha de S.Mamede que originou o 1ºdia de Portugal foi em viseu tambem nao???

deixem de tentar alterar o passado com mais de 1000 anos de historia e aceitem a origem de Portugal tal como ela aconteceu..

18/6/09 22:15
rui disse...

só falta dizerem k foi na paneleiragem de braga k nasceu d. afonso henriques, e iamos ter um reino gay de bom , como braga

18/6/09 22:25
Anónimo disse...

Parece-me que o título é infeliz.
No entanto parabéns ao autor, Dr. Barrodo da Fonte, que não sendo vimaranense, defende com denodo a tese que da Guimarães como Terra Natal de D.Afonso Henriques.

18/6/09 22:58
Anónimo disse...

Meus amigos como sabem desses documentos e teses que D.Teresa estava em Viseu, se na altura demorava dias e dias a isso ser comunicados, Viseu era sequer parte da corte, acho que nao.

Meus amigos tentem, tentem mas ninguem sabe se nasceu em viseu, porque o local do nascimento de D. Afonso Henriques foi passado de boca em boca, porque nunca houve documentos a provar especificamente aonde Afonso nasceu.
Esses tais documentos que provam que D.Teresa se encontrava em Viseu em vesperas de dar á luz, nunca ouvi falar deles a nao ser no livro do historiador Almeida Fernandes, visto que é um tópico tao importante devia entao ser trazido em comunicado ao país pois é um tópico de enorme interesse e importancia para todos nós.

Nada mais que palavras, e páginas escritas sob pressao, e sob a base da tese da própria sem provas concretas.

Agora se falarmos em algo que poderia provar a origem do nosso primeiro rei, isso só nos levaria a Guimaraes, aonde se encontram monumentos da época, e todos eles ligados á corte real inclusive sendo o local aonde a corte habitava.

Seja como for, fomos nós Vimaranenses que deram ínicio e lutaram pela nossa nacionalidade e agora pátria.

ps: desculpem a falta de travessoes, cedilhas e outras 'faltas' gramáticas, pois encontro-me na Inglaterra aonde os teclados nao teem a nossa gramática.

Cumprimentos,
JOAO GONCALVES

18/6/09 23:08
Anónimo disse...

nao qurem levar a capela e o castelo para viseu??

e a estatua precisam?

querem levar tambem aquela muralha que diz "AQUI NASCEU PORTUGAL"??

querem?? esse escritor em vez de tentar alterar o rumo da gloriosa e heróica história de portugal com puras mentiras podia escrever o novo livro do harry potter que tal??

aí a fantasia é toda bem-vinda..

18/6/09 23:22
Anónimo disse...

nao se enervem nao fui eu que disse que ele nasceu em viseu mas foram os historiadores!eu so disse se nao fossem os de braga eram espanhois mas do outro lado da fronteira! bom s.joao......

18/6/09 23:52
Anónimo disse...

É só treinadores de bancada...

19/6/09 00:55
Luís disse...

Podem espumar-se de raiva e inveja.

AQUI NASCEU PORTUGAL

GUIMARÃES

19/6/09 10:52
Anónimo disse...

Em 2009 faz 900 anos que nasceu D. Afonso Henriques. E nasceu onde? Ao certo, ao certo ninguém sabe, mas Viseu e Guimarães vão assinalar a efeméride, como se o rei tivesse nascido nas suas cidades.

Onde terá nascido D. Afonso Henriques? Guimarães ou Viseu? Uma tese de Almeida Fernandes, subscrita por outros historiadores, como José Mattoso e Henrique Barrilaro Ruas, defende que o rei-fundador nasceu em Viseu

19/6/09 14:15
Anónimo disse...

os de braga... esse fugiram para espanha. para santiago de compostela ou la onde se esconderam quando viram tudo a ficar desorientado.

19/6/09 14:26
Anónimo disse...

Braga foi a primeira cidade portuguesa, por outras palavras, quando Portugal foi fundado no seu território apenas existia uma cidade, Braga. A cidade é também uma das mais antigas cidades do território português, fundada no tempo dos romanos como Bracara Augusta, conta com mais de 2000 anos de História como cidade. É ainda também uma das cidades cristãs mais antigas. No entanto os vestígios de aglomerados populacionais em Braga vêm de há milhares de anos, estando comprovados a partir da Idade do Bronze.

A história bracarense pode-se dividir em três partes: a Pré-História, Bracara Augusta e Braga

http://pt.wikipedia.org/wiki/Hist%C3%B3ria_de_Braga

19/6/09 15:41
Anónimo disse...

Bracara Augusta????
Aquela cidade aonde se passava para... dar uma tacada????
Voces deviam era ter vergonha da história de braga, pois nao é nada bonita....

Ser conhecido por ter fornecedores de orgias sexuais, nao parece o melhor.

Enfim,
AQUI NASCEU PORTUGAL

19/6/09 15:51
Anónimo disse...

onde nasceu dom afonso henriques nao interessa, sei que portugal nasceu em braga....sei que é o berço da naçao é braga! se a unica cidade portuguesa em 1143 era braga,é obio que portugal nasceu em braga...

19/6/09 16:03
Anónimo disse...

bravos estes bracarus que foram á conquista da mouraria verdadeiros guerreiros do minho!

19/6/09 16:08
Sérgio disse...

No passano e no presente, Braga serivia e serve para despejarmos e ter prazer!

Gosto de braga só pr isso.

19/6/09 17:05
Anónimo disse...

eu sei porque gostas de braga sempre foi a tua capital desde a fundaçao!

19/6/09 17:14
Vimaranes disse...

Descontextualizações, acusações ou provocações, servem de muito pouco para a discussão. Centremo-la,por favor!

19/6/09 17:17
André disse...

PROMETO QUE ME VOU REPORTAR AO CONTEXO DO POST.

1º D. AF. HENRUQUES NASCEU EM 1111.
2º INVENTARAM ESTA NOVA DATA DE 1109 E CRARAM UMA POLÉMICA.
3º VISEU ÑUNCA TEVE NADA, Á NÃO SER ALGUMA NEVE NO INVERNO.
4º VAI CONTINUAR TUDO COMO ANTES.
5º JOSÉ MATOSO É UM POÇO DE CONTRADIÇÕES
6º BARROSO DA FONTE SAIU DA VEREAÇÃO CAMARÁRIA E A CÂMARA FICOU SEM REPRESENTANTE NA ÁREA DA CULTURA.
7º NUNCA VI O PRESIDENTE DA CÂMARA DE GUIMARÃES DEFENDER A CAUSA NOSSA.
8º GOSTAVA DE VER A FRANCISCA ABREU NUM FRENTE A FRENTE COM O ALMEIDA FERNANDES.

19/6/09 21:23
Anónimo disse...

historiador investigador? so se tirou o curso nos rangers....

João Barroso da Fonte nasceu no dia 19 de Fevereiro de 1939, no lugar de Codeçoso, concelho de Montalegre. Aos 12 anos de idade foi para o Seminário Diocesano de Vila Real, onde completou o Curso de Filosofia. Seguiu a sua vida até ser incorporado em 24 de Janeiro de 1964 no Curso de Oficiais Milicianos, em Mafra. Já como Aspirante foi seleccionado para o Curso de Operações Especiais (Ranger) em Lamego. Partiu de Abrantes em Maio de 1965 para o Norte de Angola, integrado no Batalhão de Caçadores 770. Por acções em combate, foi louvado pela Região Militar de Angola, condecorado com a Medalha de Mérito Militar e distinguido com o Prémio Governador-Geral. Possui para além disso, a medalha comemorativa das campanhas militares de Angola. Em 28 de Maio de 1967 passou à disponibilidade como Tenente Miliciano.

Em 4 de Novembro desse ano, e nesse mesmo mês, passou a exercer as funções de Chefe de Redacção do Noticias de Chaves e a dar aulas no antigo Liceu Fernão de Magalhães, em Chaves.
Entre 1969 e 1973 foi professor de Português nos cursos nocturnos de aperfeiçoamento profissional, organizado pelo FDMO.
Foi também monitor de Jornalismo e Etnografia nos Centros de Juventude, acabando por em 1977 se matricular na Faculdade de Filosofia da Universidade Católica, concluindo a sua licenciatura em 1982. Em Outubro de 1995 iniciou o Mestrado «Filosofia em Portugal e Cultura Portuguesa na Universidade do Minho

19/6/09 23:57
Anónimo disse...

estas pessoas que dizem que o berço da nação é braga so podem tar a brincar ou então sofrem de problemas a nível psicológico..senão vejamos:

A 1ª capital que o nosso país teve foi VIMARANES(mais tarde seria chamada de GUIMARÃES), ainda no tempo de condado portucalense...depois mais tarde devido á localização a capital passou para coimbra

2º e para esclarecer o anomimo 19/6/09 16:03, braga nao era a unica cidade do condado portucalense até porque e para todos os ignorantes e mal formados de braga o nome do condado deve-se ao facto de existir na altura uma povoação chamada CALE(que mais tarde se chamaria PORTO, tal como hoje é conhecida), e que tinha um importante porto na foz do rio douro daí o condado chamar-se porto e cale - PORTOCALE,condado PORTUCALENSE, que mais tarde viria a dar origem ao nome de PORTUGAL

e 3ª e para terminar este assunto agora para os defensores de viseu como todos os livros relatam...a CAPITAL do condado, foi establecida por D.HENRIQUE DE BORGONHA em GUIMARAES, e em 1111 ou 1109 como quiserem nasceu D.AFONSO HENRIQUES.

PORTANTO PARA TODOS OS DEFENSORES DE VISEU EU VOU-VOS DIZER O QUE ERA VISEU NA ALTURA...VISEU ERA UMA POVOAÇÃO QUE SE LOCALIZAVA NOS CONFINS DO CONDADO PORTUCALENSE VISTO QUE O CONDADO PORTUCALENSE ERA DELIMITADO PELA REGIÃO MINHO A NORTE E O RIO VOUGA SUL ou seja era um simples POSTO DE DEFESA CONTRA AS INVESTIDAS DOS MOUROS E BRAGA ERA UM SIMPLES LOCAL ONDE SE LOCALIZAVA A DIOCESE TANTO É QUE NEM SEQUER POSSUI CASTELO A CIDADE...portanto apos tudo isto deixem-se de fantasias para isso servem os livros de banda desenhada..

20/6/09 20:34
Anónimo disse...

oh andré es tone? entao vao-se comemorar 900anos do nascimento em 2009 e tu dizes que foi em 1111? sabes tao de história como de matamática viseu foi o berço de d.afonso henriques!

21/6/09 01:13
Anónimo disse...

lg na betalha de s.mamede nem existia guimaraes apenas um castelo vao aprender historia.

21/6/09 01:14
Anónimo disse...

po anonimo 21/6/09 01:14...devias era tar calado pois se não sabes a historia da cidade de guimaraes que é berço de PORTUGAL devias tar calado pois a cidade de guimaraes ja existia antes de o proprio D.AFONSO HENRIQUES nascer...nao foi d.afonso henriques que criou a cidade..e a descriçao que fazes de guimaraes da epoca é mais aplicavel a viseu do que propriamente guimaraes naquela época ja que viseu era uma pequena povoação localiza nos limites do condado a fazer fronteira com os mouros..era um mero posto de defesa..ja GUIMARAES não...guimaraes foi escolhida pelo pai de d.afonso henriques,HENRIQUE DE BORGONHA, como CAPITAL do condado e foi na capital portanto que se instalaram..nao era uma terriola qualquer como viseu era e ainda é..apresenta-me um argumento valido em que se prove que d.afonso henriques nasceu em viseu e talvez te de razao...nos temos os argumentos todos castelo, capela, a propria historia do condado em si..e voces? voces nao tem nada...tem apenas opinioes de historiadores da epoca de hoje que acham que ele nasceu em viseu..mas tambem ja há quem diga que braga é o berço de portugal LOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOL qualquer dia d.afonso henriques nasceu no algarve porque segundo um historiador da zona o algarve tinha as melhores condiçoes climatericas para o nascimento LOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOL pah deixem-se de palermices é assim tanta azia o facto de o 1ºrei ter nascido em GUIMARAES?? sinceramente nunca antes alguem propos essa hipotese ate que um "suposto" historiador se lembrou de fazer um livro a dizer que o REI nasceu em viseu pa ganhar uns trocos..e depois vem ignorantes dizer que GUIMARAES NAO EXISTIA, E QUE SO TINHA O CASTELO NA ALTURA,DEVE PENSAR QUE TAMOS A FALAR DA TERRA DELE...SINCERAMENTE LOOOOOOOOOL

21/6/09 06:23
António José Coelho disse...

A tese do Dr. Almeida Fernandes (1917-2002)sobre o nascimento em Viseu de D. Afonso Henriques tem recolhido apoios no meio dos investigadores da Idade Média portuguesa ao longo dos anos. Deixo algumas opiniões sobre a tese.
“Quanto ao nascimento de D. Afonso Henriques em Viseu, os documentos apresentados por V.ª Ex.ª não permitem outra conclusão”.
Professor Doutor Cónego Avelino de Jesus da Costa, Professor Catedrático da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra
in carta a Almeida Fernandes de 27 de Fevereiro de 1992

“A demonstração feita por Almeida Fernandes alcança verosimilhança suficiente par se admitir como possível, ou mesmo a mais provável. É de facto admissível, com base nos documentos por ele invocados, que D. Afonso Henriques tivesse nascido em Viseu por meados do mês de Agosto de 1109”.
Professor Doutor José Mattoso
Professor Catedrático Jubilado da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade de Lisboa
in D. Afonso Henriques, Circulo de Leitores, 2006

“Com base em informações indirectas, sobre o paradeiro dos pais do monarca, creio que a hipótese de Viseu [de A. de Almeida Fernandes] é a mais provável”.
Professor Doutor Bernardo Vasconcellos e Sousa,Professor Catedrático da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade de Lisboa
in Público, Ano XVII, nº 6184, 5 de Março de 2007

“A doutrina [tese do nascimento em Viseu de D. Afonso Henriques] encontrou silêncios, mais sintomáticos em quem pedira o estudo; mas não suscitou polémica à altura, muito menos capaz de a infirmar, por um argumento que fosse. Passado o tempo, verifica-se que, ao contrário, a hipótese colheu ecos, favoráveis”.
Professora Doutora Maria Alegria Fernandes Marques,Professora da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra

“Em 1993, segundo tese de Armando de Almeida Fernandes, no seu livro Viseu, Agosto de 1109, Nasce D. Afonso Henriques, deu-se início à hipótese, a mais credível, penso, de D. Afonso Henriques ter nascido em Viseu (05 de Agosto de 1109), contrariando princípios há muito tidos como assentes, pela tradição nacional”.
Professor Doutor João Silva de Sousa,Professor da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade de Lisboa

“É de aceitar a tese de Almeida Fernandes. É de todas as teses a mais provável”.
Doutor António Matos Reis,Investigador em História Medieval Portuguesa

22/6/09 09:49
Anónimo disse...

oh anonimo da 1.14 fiaca sabendo que na data da fundaçao de portugal nesse data a unica cidade que existia era braga guimaraes passou a ser cidade apenas em 1853-

22/6/09 13:48
jotafundador disse...

A tese que prevalece entre a maior parte dos historiadores é que D. Afonso Henriques terá nascido em 1111 em Guimarães.
Não faltam historiadores e contadores de histórias a quererem protagonismo à custa de D. Afonso Henriques.

À custa do 1º Rei de Portugal, conseguem vender mais livros e histórias da carochinha, mas que não provam absolutamente nada.

A TRADIÇÃO CONTINUA E VAI CONTINUAR A SER A QUE SEMPRE FOI, POR MUITO QUE CUSTE A ALGUNS.
A OUTROS TEM FEITO AUMENTAR O NÚMERO DE VENDAS DOS SEUS LIVROS.

22/6/09 14:49
Anónimo disse...

anonimo 22/6/09 13:48 guimaraes nao era cidade nao ate me enganei...era antes CAPITAL DO CONDADO PORTUCALENSE! nao compares guimaraes á tua terrinha...seja braga ou viseu ou o que quere que seja..e se fores por esse caminho entao nao havia cidades na epoca..havia a CAPITAL que era GUIMARAES e o resto eram vilas como CALE e braga..pq se fores minimamente perspicaz atingirás depressa que naquela altura nao se fazia distinção entre freguesias concelho distrito e so muitos anos mais tard é que se fez portanto antes de viseu se começar a desenvolver e tornar-se a cidade que é hoje já em GUIMARAES morava UM REI!

22/6/09 21:14
André disse...

Anónimo (galego com dor de cotovelo) de braga, pra semana vamos aí fazer um castelo só pra vocês, e uma estátua quase igual á que Soares dos Reis fez, do nosso D.Afonso Henriques.
Não fiques triste.

22/6/09 21:47
Romão disse...

Caro jota fundador, estou em perfeita sintonia consigo e com quem defende a data de 1111, porque não há provas nenhumas em sentido contrários que nos leve a pensar que 1109 tenha qualquer fundamento.

A câmara ao alterar a data provocou o (falso) arraial em viseu e em braga, coisa que não estava há espera, mas como este mundo não é perfeito e há sempre quem esteja á espera do mal do vizinho, levamos com estes bombos da festa, que são os de braga e os enganados são os de viseu.

22/6/09 22:02
Romão disse...

Já me esquecia, VIVA O VITÓRIA!

22/6/09 22:03
jotafundador disse...

1111 parece ser a data mais consensual entre todos os historiadores e investigadores, que apontam essa data como a mais provável do nascimento de Afonso Henriques (em Guimarães).

23/6/09 14:47
Anónimo disse...

http://pt.wikipedia.org/wiki/Castelo_de_Braga

25/6/09 09:45
Anónimo disse...

Santa ignorancia por aqui vai nestes comentários sobre o locar e a data de nascimento de D. Afonso Henriques!!!!!!!!!

26/6/09 16:49
Anónimo disse...

Parece que os bairrismos de Guimarães andam exarcebados. Sobretudo a partir do momento em que acabaram as "certezas" sobre o o verdadeiro local onde teria nascido o nosso primeiro rei.

29/6/09 01:03
Português disse...

VIVA Guimarães porque nela se começou (Batalha de São Mamede)a formar PORTUGAL.

VIVA Viseu por nas suas terras ter nasciado o Afonso que veio a ser D. Afonso Henriques, primeiro Rei de Portugal.

VIVA Zamora porque aqui se firmou o um tratado de tanta importância para a formação de um reino independente que se chama PORTUGAL.

VIVA o Papa Alexandre III que em 1179 reconheceu Portugal com Reino.

Viva Teresa e Henrique que o conceberam.

Viva D. Teresa que pariu D. Afonso Henriques no seu Paço Real de Viseu em Agosto de 1109.

Viva *Portugal*

4/7/09 18:14
Anónimo disse...

Os Vimaranenses andam desesperados!!!!!!!!!!!!!
Depois de José Mattoso lhes querer tirar de Guimarães a Batalhade São Mamede, veio Almeida Fernandes e tirou-lhes o nascimento de D. Afonso Heriques.
Depois, como uma desgraça nunca vem só, os Viseenses fazem a Cãmara de Guimarães e a Sociedade Martins Sarmento aceitar a data para o nascimento de D. Afonso Henriques em 1109. Aí o Barroso da Fonte foi esperto e mantem a defesa de 1111.
Em 1911 Guimarães comemorou os 800 anos do nascimento de D. Afonso Henriques, só que ainda não explicou aos Vimaranenses porque comemora os 900 anos do nascimento de D. Afonso Henriques em 2009.

4/7/09 18:28
Anónimo disse...

OH ANDRÉ! Resposta:
O Almeida Fernandes já faleceu, portanto já nao pode ter um debate com a vereadora Francisca Abreu.
Ve-se que não és amigo dela - querias ver a "tareia" que ela ía levar! Mauzinho!
Mas se ela na SIC não se aguentou com o tipo de Viseu e meteu os pés pelas mãos, ainda querias mais?

4/7/09 18:35