quinta-feira, agosto 13, 2009

OPINIÃO DE... SAMUEL SILVA

Guimarães está fora do 2018 e isso é bom

A candidatura de Portugal e Espanha ao Mundial 2018 (ou 2022) está em marcha. Guimarães ficou de fora e isso, quanto a mim, é bom. Por dois motivos.
Lisboa e Porto eram escolhas óbvias e, por razões que me escuso de referir, a capital tinha que ter dois estádios. O Algarve, apesar do “flop” que é o seu recinto, estava “condenado” a entrar por questões turísticas. Faltava decidir a quarta cidade e a escolha recaiu sobre Braga.

Com um mundial “a meias”, as cidades de média dimensão como Guimarães e Braga (e Faro) vão receber, com toda a certeza, os jogos menores do Mundial. Duas ou três partidas no máximo. Senegal, Coreia, Irão ou, na melhora das hipóteses, a Dinamarca, eram o tipo de “clientes” que podíamos receber.

Valia a pena o investimento de acrescentar 14 mil lugares ao D. Afonso Henriques para termos 180 minutos de bola de segundo nível em Guimarães? Na minha opinião, não. Até porque o Vitória está em más condições para realizar o investimento e a autarquia, que em 2004 assumiu o custo, não quererá meter-se noutra “aventura”, logo após o desafio de 2012.
Por isso, entendo que a cidade teria – em caso de vitória da candidatura ibérica – muito mais a ganhar em assumir um papel alternativo. Desde logo, oferecendo condições de excepção a uma das principais equipas – O Brasil à cabeça, mas também Argentina, Itália, França ou Inglaterra – para instalar o seu “quartel-general” para a prova em Guimarães.

Com o complexo do Vitória e o estádio estavam reunidas as condições desportivas. E a Pousada da Costa seria um local óptimo para o estádio dessa selecção. Com a vantagem de as grandes equipas arrastarem atrás de si milhares de jornalistas de todos os pontos do Globo e não apenas dos seus países, o que criaria um movimento na cidade que beneficiaria todos.
E seriam milhares de peças emitidas desde Guimarães nas três semanas de preparação e nas semanas do Mundial, com a vantagem teórica de essas equipas lutarem pelas fases mais avançadas do torneio. Não apenas dois ou três jogos.

Há ainda um segundo motivo para entender que é positivo que Guimarães tivesse ficado de fora. A candidatura ibérica tem tudo para dar errado. Do lado português não há uma mobilização nacional à volta da candidatura. Ora, a UEFA assumiu que esse envolvimento luso foi preponderante em 2004. E Espanha que teve um Mundial em 1982 (e que Mundial!) assumiu que o torneio serve essencialmente para ajudar a pagar a renovação urgente dos seus principais estádios.

Se tivéssemos entrado no projecto, íamos andar encantando com uma possibilidade que, daqui por uns anos, desconfio que se vá esfumar. Ficaria o amargo de boca. E de amarguras do mundo da bola andamos fartos nesta terra.

Post scriptum – Duas notas que podiam ter sido tema do texto principal:

a) Com a contratação de Leandro, Emílio Macedo quebra mais um compromisso com os vitorianos. Pergunto-me como é que continua a merecer confiança dos adeptos.
b) A três dias do início da Liga, o plantel continua com 31 jogadores. Desde Julho, só saíram Fajardo e os proscritos Paulo Henrique e Felipe. A falta de planeamento volta a atacar.

por Samuel Silva
http://colinasagrada.blogspot.com/
http://dorisoedoesquecimento.blogspot.com//

14 Comentários:

Anónimo disse...

oh vimaranes mas quem é que te diz que essas equipas iam fazer o seu quartel em guimaraes estas-te a contradizer se as piores equipas jogavam em braga as melhores tinham que fazer o quartel general em guimaraes ou seria o contrario? nao achas que estas a fazer futurologia se portugal ainda a sua candidatura apresentou?

13/8/09 00:35
Anónimo disse...

http://worldultra1993.nice-forum.com/

13/8/09 02:01
Diogo Ferreira disse...

Concordo com o Samuel Silva, o Mundial 2018, se viesse para Guimarães, o investimento que iria ser realizado, não iriamos ter o retorno devido.
Quanto ao estádio do Algarve & Braga, meu DEUS, vão aumentar os estádios e depois do Mundial teremos mais cimento para ver para além daquele que já vimos actualmente (diga-se, lugares vazios).

13/8/09 08:33
cc disse...

Não acho que Guimarães e o Vitória fiquem a ganhar com a exclusão, e a mais que certa, não ampliação do estádio. Se há clube para além dos tres grandes que tem condições de ter um estádio maior, somos nós, porque temos gente para o encher.

Emilio falhou com os Vitorianos e vai continuar a falhar e a mentir, o que quer, (ele e o Vasco Truques)é ganhar milhares de Euros á custa do Vitória com transferencias e contratação superfula de jogadores.

13/8/09 11:53
Anónimo disse...

Apoiado!

13/8/09 14:04
José Rialto disse...

Esta questão pode, na minha opinião, ser avaliada sob duas perspectivas.
A perspectiva mais emotiva e bairrista, que faz com que me sinta uma vez mais injustiçado e preterido por esta espécie de “sistema” que faz questão de nos relegar sistematicamente para uma posição de subalternidade injustificada, que faz questão de esquecer esta dedicação de uma massa associativa que tem muito de invejável e que, talvez por isso mesmo, os faça mover com esta animosidade despropositada.
Mas depois, há aquela perspectiva mais racional e ponderada. Aquela perspectiva que me faz concordar com o Samuel. O Vitória é de facto o quarto clube nacional, e disso não tenho a menor dúvida. Não tenho eu e não terá ninguém que possa analisar os factos com alguma imparcialidade. No entanto, a nossa média de assistências, por muito boa que seja (e que até é), não justifica um aumento da capacidade do nosso estádio. Para mim, é bem mais agradável vê-lo sistematicamente quase cheio, do que passar a vê-lo invariavelmente quase vazio, que seria aquilo que aconteceria se passássemos a ter os mesmos 15-20 mil num estádio de 40 mil.
E, se isto é verdade para nós, muito pior será no caso do Braga, e roçará o ridículo no do Algarve…

Seria bem melhor que esses dinheiros fossem investidos naquela que será, se não uma oportunidade única, pelo menos rara, para toda a cidade, como é o caso da Capital Europeia da Cultura 2012…

13/8/09 15:52
João Silva - Ponte disse...

A Liga está aí, não tarda nada, e o nosso (?) Vitória continua a ser bombardeado com as críticas mais estúpidas do mundo!
Ai que bom seria que os pontos começassem a somar, que todo seria bem mais manso.
Basta de "cuscuvelhices", e apoiem o Vitória!
Se alguém de facto se acha que consegue dirigir melhor, apenas tem que esperar uns tempos e então assumir uma CANDIDATURA...
Quem é o 1º quem é?

13/8/09 16:35
Anónimo disse...

Acabei de ouvir na SAntiago, que Douglas está em dúvida para Setúbal...
Será mais do mesmo?
Sem comentários.
ou melhor...fo......-se!

13/8/09 18:22
Anónimo disse...

Aquele joelho...

13/8/09 18:53
Anónimo disse...

A confirmar-se a realização do Mundial em Portugal, seria para Guimarães um grande perda, e, isto,
porque trata-se do maior evento desportivo do Mundo.
Por outro lado,e apesar de Guimarães ser uma cidade de menor dimensão, comparada com Lisboa e Porto,não significa que aqui não podessem jogar selecções favoritas ao titulo.
No mundial de 1982 a cidade de Vigo,uma das cidades mais pequenas de Espanha,recebeu um jogo que ficou celebre, entre a Italia, que se viria a sagrar campeã Mundial, e os Camarões.
O mal menor sempre seria ter uma selecção de top a estagiar em Guimarães, mas pela experiência que temos do Europeu isso dificilmente acontecerá.
Apesar da selecção Espanhola ter pernoitado no hotel da falperra, que fica numa freguesia do nosso concelho, nas transmissões que os espanhois faziam desde o Hotel diziam que estavam em Braga.
Por tudo isto, fico triste por passar ao nosso lado a oportunidade de ver a nossa cidade a ser badalada por esse mundo fora, quer seja nas televisões quer seja nas cadernetas de milhões de crianças e adultos por esse mundo fora.
Saudações Vitorianas

13/8/09 22:16
cb disse...

Quanto ao facto de Guimarães ficar de fora, tambem acho que se calhar é o mais correcto.

Em relação á vinda do Leandro...
O Sereno é nome de uma guerra, silenciosa para já.

15/8/09 14:53
Anónimo disse...

qurem vender o sereno ao valhadolid mas os espanhois só dao 600nil euros por ele.

15/8/09 20:35
Anónimo disse...

ESTA ANALISE DO SR. SAMUEL É SÓ PARA NOS FAZER RIR.
A LOTARIA NÃO ME SAIU, MAS SAIU AO MEU VIZINHO, ACHO QUE ATÉ FOI MELHOR PORQUE ASSIM NÃO APARECE NIMGUEM A PEDIR, E PODE SER QUE O MEU VIZINHO ME DÊ UNS TROCOS.
AAAAAAAAAAHHHHHH.
SÓ LIRICOS.

16/8/09 11:36
druyda disse...

Eu acho que devia-se era fazer obras de melhoramento, aumentar a cobertura das bancadas até ás inferiores e uma renovação dos bancos.

Agora, ampliação é que não. Só se começássemos a ganhar títulos.

17/8/09 10:43