domingo, maio 02, 2010

As contas para a Europa

O Vitória poderia ter feito já hoje a festa da qualificação para a Liga Europa, contudo o empate frente ao Rio Ave tudo adiou. Em Coimbra, o Nacional empatou a 3-3 e continua na luta, conjuntamente com o Marítimo que venceu o Setúbal 2-0. O Vitória continua a ser a única equipa a depender apenas de si.

Como estão as contas da Europa?

5º. VITÓRIA - 41 pontos

Consegue o 5º lugar se ganhar ou empatar na recepção ao Marítimo na última jornada.

6º. NACIONAL - 38 pontos

Para chegar ao 5º lugar, está obrigado a ganhar na recepção ao Sp. Braga e ainda esperar pelo triunfo do Marítimo em Guimarães. Aí, teríamos as 3 equipas com 41 pontos e o Nacional teria vantagem uma vez que tem mais pontos conquistados nos jogos entre os 3 conjuntos (Nacional: 2 triunfos, 1 empate e 1 derrota; Vitória: 2 triunfos e 2 derrotas (se perder com o Marítimo); Marítimo: 1 triunfo, 1 empate e 2 derrotas)

7º. MARÍTIMO - 38 pontos

Para chegar ao 5º lugar, está obrigado a vencer o Vitória em Guimarães e esperar que o Nacional não vença o Sp. Braga, na Choupana, para desse modo ficar em igualdade pontual com o Vitória, vencendo no entanto no confronto directo (ou por fazer melhor resultado do que o Vitória na Madeira (0-1) ou pela melhor diferença de golos, que seria sempre favorável ao Marítimo.

15 Comentários:

lafuente disse...

Mesmo tendo ganho na madeira basta-lhes a eles ganhar 1-0 tal vcomo nós lá.E tudo porque o nosso ataque não é produtivo.Até no conjunto de golos não somos os melhores do grupo dfe tres equipas que lutam pela europa.

3/5/10 12:16
ingles disse...

vergonha quanto mais apoia-mos pior e, sei uma coisa domingo nao vou tou cheio de vergonha falta nervos neste vitoria que e a medida da direçao sem objetivos o problema do vitoria e sempre os árbitros como ouvia alguns a disser no estadio adeptos sem ambiçao ja tao habituados e este vitoria mediocre jogador com a cabeça no sportig

3/5/10 12:28
Benedictus disse...

Olhando para a tabela classificativa e tendo em conta as mais diversas variáveis, sou levado a acreditar que algo se estará a "cozinhar" nos bastidores do mundo futeboleiro. Na jornada final, o Marítimo fará a deslocação a Guimarâes na sua máxima força e irá defrontar um Vitória "orfão" de quatro jogadores titulares, sendo que Nuno Assis é o autêntico motor da equipa, Gustavo o "esteio" da defesa e Nílson é só o responsável por bastantes dos pontos amealhados pela equipa, em virtude de algumas defesas "do outro mundo" com que nos presenteou. Quanto a Douglas, é certo que não fez grande coisa esta época, mas uma coisa é uma convocatória com dois pontas-de-lança e outra coisa é uma convocatória só com um. O Vitória fica orfão de uma opção que poderia ser determinante, por exemplo, caso o resultado ao intervalo nos fosse desfavorável e necessitasse de ser corrigido.

Iremos ter no onze inicial um guarda-redes suplente, provavelmente um central emprestado, a não ser que Moreno volte a assumir as funções de defesa, dois jogadores pouco entrosados (Renan e Bruno Telles) e três ou quatro jogadores que não têm contrato para a próxima época...

Por seu lado, o Marítimo viajará até ao continente com uma equipa na sua máxima força, motivada pela Vitória desta jornada e ciente de que uma vitória lhes dará o acesso à Liga Europa. Aliando isso ao mais que provável prémio de jogo volumoso com o patrocínio do Governo Regional e à mais do que provável dualidade de critérios do "homem do apito", temo por aquilo que possa suceder no Afonso Henriques no próximo domingo.

Não sei até que ponto é que posso estar a exagerar no meu pessimismo nem sei até que ponto é que aquilo que vou dizer poderá influenciar o que se passará no capítulo desportivo, mas o que é certo é que depois de inundações, enxurradas e outras tragédias, dará muito jeito ao Governo Regional da Madeira ter uma equipa a disputar a Liga Europa do ano que vem.

No momento em que escrevo estas linhas, mantemos uma vantagem pontual sobre todos os outros adversários, sendo que nos basta um empate para atingir os nossos objectivos. Contudo, também sei que, caso seja necesário, um penalty contra o Vitória não é nada difícil de inventar. Já o contrário...

Em jeito de fecho de post e para terminar em beleza, queria aqui reafirmar o óptimo "timing" do anúncio da saída de Paulo Sérgio para os Leões, tendo em conta que se ontem tivéssemos obtido o triunfo, estariamos a apenas 2 pontos dessa "escumalha", sendo que seria ainda possível obter o quarto lugar. É que este ano está visto que não se pode contar com o Sporting para nada a não ser...perder pontos!

Se não conseguirmos a classificação europeia, a responsabilidade deve ser endereçada à direcção, por ter permitido todo um clima de instabilidade em redor da equipa precisamente na ponta final do campeonato.

Se nós não olharmos por nós próprios, mais ninguém vai olhar.

3/5/10 14:08
José disse...

Muito estranha a falta de vontade de marcar golos!

Ainda ficavamos em 4º com um bocado mais de jeito. Assim... vamos ver se não chegamos em 7º

3/5/10 15:56
Paulo César disse...

No futebol há poucas coincidências e de certeza que quebrarem-nos a espinha dorsal da equipa não é uma delas. Nilson, Gustavo, Nuno Assis, Douglas. GR, Defesa, Meio Campo e Ataque. Querem-nos fazer a folha, acho que toda a gente já percebeu que querem que sejamos nós um dos que vai pagar a factura da tragédia da Madeira, eles querem alguém do arquipélago na UEFA.
Pelo que acho muito bem o Vitória começar já a mexer-se hoje, http://www.guimaraesdigital.com/index.php?a=noticias&id=40738

Chega o campeonato ao fim e começam a acontecer as coisas estranhas do costume. Alguém reparou no 1º golo do Marítimo ?

3/5/10 17:48
Benedictus disse...

Já agora, e apenas a título de curiosidade, o Vitória consegue estar em 5º lugar da tabela e quase assegura a presença na Liga Europa com apenas...41 pontos, sendo que bastam 42 para assegurar tal presença.

Estes números atestam a mediocridade geral que graça pelas equipas da nossa muy querida Liga Sagres, sendo que apenas conseguiremos (hipoteticamente) o apuramento para as copmpetições europeias por termos sido um pouco menos mediocres do que o resto.

Num campeonato normal, o Nacional e o Marítimo já nos teriam ultrapassado há muito, deixando-nos a ver navios , com destino à ilha da Madeira...

3/5/10 17:56
Benedictus disse...

Ouvi há pouco um "zum-zum" que dava conta de um prémio de 2500€ para cada jogador Maritimista em caso de apuramento... Alguém é capaz de confirmar esta pseudo-notícia?

Se assim fôr, mais uma razão para temer. Até comerão a relva, digo eu...

3/5/10 17:59
lafuente disse...

Claro que esta a haver jogo por fora.Os golos do maritimo o primeiro e nacional último são sinal inequivoco.

3/5/10 18:16
Vimaranes disse...

Sim Benedictus, até porque o Vitória no máximo atingirá os 44 pontos, ou seja apenas mais 6 do que o ano passado. E nos últimos anos (muitos anos) não encontrei qualquer registo de um 5º classificado com uma pontuação igual, mesmo em temporadas com 18 equipas. O mais parecido terá sido na época 07/08 com o Marítimo a ficar-se pelos 46 pontos. Curiosamente, a pontuação do Braga por exemplo daria direito a título nos últimos anos.

3/5/10 18:18
lafuente disse...

É verdade.Mas o que é certo
é que este ano com 41 pontos pode se lá chegar.O Maritimo tem exelentes avançados estou muito assustado mas se não chegarmos a uefa a culpa só é nossa.

3/5/10 18:22
lafuente disse...

Etou com uma confusão na cabeça.Caro Carlos Ribeiro se o maritimo infelizmente ganhar um-zero e o nacional não ganhar o 5-lugar fica em posse de quem?

4/5/10 12:55
Vimaranes disse...

Se assim fosse, o Marítimo igualava em termos pontuais o Vitória, ficando as duas equipas com 41 e o Nacional com 38.
Entraria para desempate os jogos entre as duas equipas. Como o resultado tinha sido o mesmo, teria de se desempatar pela diferença de golos. Neste momento a diferença é a mesma (-2), mas como o Marítimo ganharia 1-0, o Vitória ficaria com 30 golos marcados e 33 sofridos (-3) e o Marítimo ficaria com 41 golos marcados e 42 sofridos (-2). Por isso, o Marítimo ficaria no 5º lugar e o Vitória no 6º, por ter melhor diferença de golos.
Conclusão, a derrota coloca o Vitória fora do 5º lugar, de qualquer maneira.

4/5/10 16:20
lafuente disse...

Pertence aos maritimistas o cenário mais negro na tentativa de acesso ao lugar em aberto na Liga Europa. Os verde-rubros necessitam de triunfar fora de portas sobre o V. Guimarães, no mínimo por 2-1, uma vez que perderam no Estádio dos Barreiros (0-1, golo de Sereno decorria o minuto 73) e têm de esperar que o Nacional saia derrotado ou empate no Estádio da Madeira frente ao Sp. Braga.

No record vem isto.Por isso a minha dúvida.

4/5/10 17:17
Vimaranes disse...

Não tinha lido Lafuente, mas não faz sentido, senão vejamos:

Artigo 8.º - Competições por pontos

6. Para estabelecimento da classificação geral dos Clubes que, no final das competições se encontrarem com igual número de pontos, serão aplicados, para efeitos de desempate, os seguintes critérios, segundo ordem de prioridade:

a) Número de pontos alcançados pelos Clubes empatados, no jogo ou jogos que entre si realizaram;

Os dois ficariam com 41 pontos.

b) Maior diferença entre o número de golos marcados e o número de golos sofridos pelos Clubes empatados, nos jogos que realizaram entre si;

VITÓRIA: 30 GOLOS MARCADOS/33 SOFRIDOS (contabilizando o possível 0-1 de Domingo)

MARÍTIMO: 41 GOLOS MARCADOS/42 GOLOS SOFRIDOS

Ora a diferença de golos do Vitória é (-2) e a do Marítimo é (-1). Logo a maior diferença é a do Marítimo.

E mesmo que neste critério também houvesse empate, o que desempataria seria o último critério (ver alínea f)), com o Marítimo a ter mais golos marcados do que o Vitória.

f) O maior número de golos marcados em toda a competição.

Podes ver o regulamento da competição, aqui:

http://www.lpfp.pt/SiteCollectionDocuments/Regulamento%20de%20competi%C3%A7%C3%B5es.pdf

4/5/10 17:27
lafuente disse...

Sim sim caro carlos ribeiro foi essas contas que tinha em mente desde domingo.É assim mesmo o vitória perdendo por 0-1 perde o 5-lugar.

4/5/10 17:30