quinta-feira, maio 20, 2010

Opinião de... Samuel Silva

O que nos espera

Quando escrevi no VIMARANES a minha última crónica, nunca pensei que, volvidas quatro semanas, pudesse estar ainda a ressacar da perda de um objectivo basilar como a conquista de um lugar nas competições europeias. A verdade é que o Vitória deixou escapar o 5º lugar, ainda por cima perdendo contra um adversário directo em sua casa. O que é triste.

Sobre o falhanço do objectivo europeu já aqui escrevi. Mas importa, no entanto, salientar duas questões. A primeira é de que o Vitória ficou em sexto, mas fez uma época mediana. A honra foi sendo salva fruto da mediocridade competitiva em que o futebol português se transformou. Depois, há uma sem número de exemplos do desrespeito a que o Vitória é hoje votado pelo futebol nacional que nos devem fazer reflectir. Seja na forma como o Sporting se sentiu à vontade para vir a Guimarães buscar o treinador com o campeonato a decorrer; seja no constante prejuízo das arbitragens ou no critério de nomeação dos árbitros, em que as duas últimas jornadas foram exemplos paradigmáticos.

Terminada a época, é tempo de olhar para o futuro. E o que nos espera, temo, não será nada melhor do que aquilo que temos tido. Ao plantel de 27 jogadores que começou a época 2009/2010, juntaram-se, no Inverno, mais quatro jogadores. Perfaz um total de 31, dos quais sabemos que 10 não têm lugar no Vitória na próxima época.

Boa parte destes jogadores são, inclusiva, alguns dos mais utilizados, como Andrezinho, Desmarets ou Roberto, o que coloca um problema acrescido ao Vitória. Dos habituais titulares, temos mais quatro jogadores “tremidos”, sendo que Gustavo está cada vez mais longe e não sabemos qual o futuro de Targino, Assis e Nilson.

Isto quer dizer que, este momento, à partida para a próxima época, quatro ou cinco titulares garantidos. E um reforço assegurado. É manifestamente pouco e, se quiser ter uma equipa competitiva, o Vitória tem que se reforçar a sério.

Resta saber com que dinheiro. Porque dificilmente conseguiremos jogadores de qualidade a custo zero. E, tal como o director-desportivo já assumiu, é preciso, pelo menos investir fortemente num goleador. Porque a época que há pouco terminou já chegou para jogadores de mal com a baliza.

Por tudo isto, estou muito apreensivo em relação à próxima época. E à forma como o Vitória a vai enfrentar. Sendo para mim muito claro que esta a temporada que se avizinha é crítica do ponto de vista histórico. Ou o Vitória volta, rapidamente, a ser um clube temido, ou corre o risco de se banalizar seriamente.

Post scriptum – Nem o mea culpa feito por Paulo Sérgio numa entrevista recente a um jornal desportivo, apaga o que este senhor fez no Vitória. Mais do que a utilização das nossas instalações para se dirigir aos adeptos de outro clube, Paulo Sérgio mostra o seu carácter (ou a falta dele) com os gestos para a bancada e as bocas sobre estátuas no final do jogo com o Marítimo. Quando cá voltar no próximo ano, gostava de o ver recebido com uma das mais monumentais assobiadelas que o Afonso Henriques já dispensou a um adversário.


Por Samuel Silva
http://dorisoedoesquecimento.blogspot.com
http://colinasagrada.blogspot.com

13 Comentários:

Vimaranes disse...

"Sendo para mim muito claro que esta a temporada que se avizinha é crítica do ponto de vista histórico. Ou o Vitória volta, rapidamente, a ser um clube temido, ou corre o risco de se banalizar seriamente."

Nem mais Samuel. É por isso determinante que haja muita atenção na preparação da próxima temporada, essencialmente para não vermos o fosso que se vai cavando nos últimos 2 anos com um dos maiores rivais não aumente, principalmente se eles tiverem o engenho que nós não tivermos e forem capazes de entrar na liga milionária. Aí, temo que o fosso aumente ainda mais, porque haverá uma outra capacidade de investimento.
Chega de épocas preparadas em cima do joelho! E de incompetência!

Sublinho também o que disseste de Paulo Sérgio. Espero que seja recebido como merece, ou seja, com a reprovação total pelos seus actos mas que acima de tudo foram sempre, de maneira inacreditável, subscritos por quem nos dirige e não respeita o clube.

20/5/10 12:21
vitor...iano disse...

Não tenham ilusões pois esta direcção faz tudo ao contrário do que ditam as regras da boa gestão e do bom senso; esta direcção não aprende com os erros e mais uma vez teremos uma equipa desmantelada de uma época para a outra. Resta-nos ter fé no Manuel Machado (caso venha a ser o treinador) para que este consiga "alumiar" as gentes do dep. de futebol.

20/5/10 15:30
miguel disse...

Bom artigo. Gostei desta frase: 'gostava de o ver recebido (Paulo Sérgio) com uma das mais monumentais assobiadelas que o Afonso Henriques já dispensou a um adversário.'
Tenho saudades desse ambiente, mas só tendo uma equipa que lute a sério voltaremos a ter o mítico D. Afonso Henriques.

20/5/10 17:36
carlos disse...

caro vitor...iano parece-me que nem para "alumiar" há dinheiro.....

20/5/10 17:47
cb disse...

Vão tirar os acrilicos á volta do relvado, uf! até que enfim!!!

20/5/10 17:55
Petergemba disse...

é triste ver a falta de ambição das pessoas que gerem o vitória, de que a gestão do plantel é o exemplo mais evidente. Basta aparecer um interessado num jogador qualquer disposto a pagar uns trocos lá vai ele. Dizem-me que o VSC precisa de vender que não tem receitas, mas vender a que preço!!!? Não é melhor vender menos e melhor?!! Por que razão não se renovou com Sereno há duas épocas quando se estava a afirmar ao lado Geromel? E que explicação há para investir 500 mil euros no Santana e não ser-mos capazes de segurar o Ghilas que era um valor seguro!! Outros exemplos há mas o que ressalta à vista é a falta de uma estratégia. A QUALIDADE É DIFÍCIL DE ENCONTRAR e por isso quando aparece devemos segura-la, ainda que com ordenados mais altos, para depois poder-mos efectivamente lucrar desportiva e economicamente.

20/5/10 18:36
lafuente disse...

Para chegar a acordo com o Manuel Machado é que parece que não está fácil.Quanto a construção dó próximo plantel esta muito moroso este processo.
Por exemplo o Nacional já tem treinador e 5 reforços depois de se saber que o Manuel Machado saia.

20/5/10 19:36
lafuente disse...

Retirar os acrilicos é uma boa ideia.Os arbitros é que podem não gostar muito.Podem temer coisas más que espero que não aconteçam

20/5/10 19:37
ingles disse...

eu digo e tenho razõe ja niguen liga ao clube ja ta tudo esquecido esta epoca e que vai ser ,as contrações do milo e mais bilhetes para as da ribela e os wa e ass.e fica todo en familia o vitoria pode perder o milo sempre disse que dinheiro nao era problema para o vitoria ant-milo

21/5/10 07:34
João Carvalho disse...

Grande Samuel, brilhante artigo. Eu creio que caminhamos alegremente para o abismo. Esta direção corre o risco de vir a ficar recordada por dois "feitos": a ultrapassagem e a diminuição do fosso.
Ultrapassagem: pelo Braga em praticamente tudo, só falta o nº de sócios mas a dinâmica de crescimento deles é muito preocupante.
Diminuição do fosso: do fosso que nos separa de Naval, leiria , paços e outros, não do fosso que nos separa de benfica, porto e sporting.
E perante tudo isto a massa associativa continua a caminhar alegremente rumo á desgraça, como se de membros de um qualquer culto nos tratasse-mos.

21/5/10 11:12
Dillinger disse...

Quando o paulo sérgio voltar a Guimarães, não será como treinador do sporting, porque nessa altura já foi despedido.

21/5/10 12:10
lafuente disse...

O que me surpreeende é ver hoje na imprensa o senhor José Pereira dizer que não a pressa para escolher treinador.Tá bem está.
E outra situação que me deixa estupefacto é ter 2 laterais com contrato no caso o Milhazes e Mendieta ter o Bruno Teles quase a renovar contrato,podia-se apostar num Gonçalo que tem qualidade e vai-se buscar um tal de Stopira que até pode ser bom e vai custar pelo menos segundo a imprensa 125 mil euros.Invista-se é em 2 matadores.

21/5/10 18:01
vitor...iano disse...

Caro Lafuente, ao que tudo indica as "negociatas" irão continuar, pois não é só o stopira.... parece que também existem negociações pelo sony do leixões, qdo temos o Alex, o Lionn e o Amorim (sendo este o mais internacional de todos os futebolistas do vitoria).

22/5/10 13:06