sábado, junho 26, 2010

Objectivo cumprido

PORTUGAL 0-0 BRASIL

@Getty Images

Queiroz alterou a equipa, dando oportunidade a alguns jogadores menos rodados, mas fundamentalmente alterando bastante o sistema táctico da selecção, dando claramente mais importância à confirmação da passagem aos oitavos do que tentando ser primeiro no grupo, até porque, à hora do desafio, nada nos garantiria que sendo primeiro evitaríamos a selecção de "nuestros hermanos".

O que é certo é que se Portugal foi mais cauteloso no decorrer do primeiro tempo, esteve por cima do Brasil na etapa complementar, tendo inclusive a melhor oportunidade por Raul Meireles. Aí, porque foi mais audaz e imprimiu maior velocidade, Portugal esteve bem mais perigoso e só não ganhou a partida porque o árbitro fez vista grossa a uma grande penalidade cometida por Lúcio.

Para a história fica a primeira qualificação para os oitavos de uma selecção portuguesa num Mundial fora da Europa. Uma qualificação sem golos sofridos, o que torna Portugal não só na melhor defesa da prova, como também no restrito grupo das 5 equipas que cometeu semelhante proeza na história dos mundiais. Além disso, foi ainda o melhor ataque com 7 golos marcados e conseguiu o lugar "natural" no grupo. Atrás do Brasil. Mesmo que tenha mostrado que não está num nível muito diferente dos canarinhos. No fundo, o objectivo mínimo está cumprido, num grupo muito complicado, agora segue-se a campeã europeia em título, em que a obrigação está, naturalmente, do lado deles. Sim, e tudo isto foi conseguido sob o comando do tão criticado Carlos Queiroz. Para memória futura.

0 Comentários: