quarta-feira, julho 14, 2010

Vitória responde à autarquia

Depois do "ataque" em Assembleia-Geral e da resposta da Câmara Municipal, eis agora a contra-resposta, de novo, do Vitória. E a guerra continua.

9 Comentários:

Da Silva disse...

Neste assunto acho que a direcção do Vitoria tem toda a razão.Acho que a camara està è a complicar e a prejudicar o nosso Vitoria, em milhares de euros.Não votei nesta direcção.

14/7/10 17:49
Vimaranes disse...

Continuo sem me conseguir pronunciar contra a favor qualquer uma das partes. Talvez por perceber pouco do assunto, qualquer um dos comunicados (Câmara e Vitória) eu assumiria como sendo o da razão. Sem todos os elementos, é difícil perceber. A única peça que falta aqui encaixar é a razão pela qual de repente as comadres se zangaram. Agora tomando como verdade que a câmara mudou de opinião relativamente ao assunto, então obviamente que aí há alguma coisa estranha e poderá o Vitória ter razão nas queixas. Mas gostava de ouvir/ler a opinião de especialistas.

Quanto ao resto, continuo a pensar exactamente o mesmo que pensava antes das eleições, apesar de ser esse o entendimento das duas listas. Não vejo necessidade/utilidade do Vitória construir, neste altura, uma piscina (ainda para mais, sem medidas olímpicas) e os dois pavilhões. Investimentos em infraestruturas nesta altura, parecem-me errados, mas... isso já é outra questão.

14/7/10 17:58
Alberto Leite disse...

Sinceramente acho que Antonio Magalhães está com medo que o VITORIA fique maior que o seu SLB.

Estes gajos da camara são todos uns corruptos, dos 5.000.000 euros devem querer uma percentagenzita!

O projecto é muito bom, depois do complexo e do estadio, em guimarães não se fez mais nada desta dimensão (nem o teleférico).

ESTÃO A PREJUDICAR O VITORIA

14/7/10 18:02
jotafundador disse...

Estou do lado do Vitória.
Numa outra qualquer situação, não tenho dúvidas absolutamente nehumas que a Câmara aprovava o projecto sem todo este alarido (que só vem piorar ainda mais a situação).
Desconheço as razões e as desavenças (pessoais?), mas quem sai a perder são os Vimaranenses, os Vitorianos e os ateletas do Vitória. Em súmula, tada a comunidade Vimaranensee Vitoriana.

14/7/10 21:54
tiago disse...

Os gajos na camara nao sabem o que dizem nem nunca, souberam. So se importam de encher os propios bolsos de dinheiros indevidos em vez de ajudar o clube da cidade... Isto cada vez anda pior. Senão e o povo da cidade a ajudar o que seria do Vitória ?? Aqui esta a questao

14/7/10 22:00
Pedro disse...

Recomendo a leitura do que escreve o Abel Sousa para se perceber do que realmente se trata neste diferendo. A última frase diz tudo..."Neste caso, parece-me, apenas e só por uma questão técnica chamada... Júlio Mendes."

http://vitoriagrande.org/index.php?option=com_content&view=article&id=338&catid=27&Itemid=125

Agora o que também me parece que é preciso lembrar é a verdadeira razão de EMS ter querido levar para a direcção Júlio Mendes, de quem se desconhecia qualquer tipo de paixão pelo Vitória. Tudo isto, infelizmente, tem a ver com política e é pena que EMS tenha metido o Vitória ao barulho. E é pena que António Magalhães - que por ser o seu último mandato pouco ou nada tem a perder com toda esta guerra - esteja a apoiar estes chumbos baseados em argumentos estúpidos.

15/7/10 00:48
CEO disse...

é preciso lata para criticar um presidente que tanto ajudou o Vitória.

então dar o beneficio da dúvida a um milo é que ainda é mais incompreensivel.

15/7/10 01:39
JoaoSousa disse...

Eu estou do lado da Camara nesta questão.

Havia necessidade de ocupar parte do domínio público? certamente que não.

Quanto à questão do parque da cidade, não sei qual o local onde pretendem construir mas, atento o local em causa, têm que existir restrições na construção e devem, obviamente, ser cumpridas as condições impostas a todos nós.

15/7/10 09:40
Adão disse...

Estou com o Vimaranes. É difícil tomar posição sem ter conhecimento de facto.

16/7/10 17:17