sábado, julho 09, 2011

Orçamento aprovado e pouco mais

Numa assembleia-geral pouco concorrida, o Vitoria aprovou o maior orçamento da sua história para a nova temporada por larga maioria. As maiores duvidas dos associados acabaram por se concentrar nos 4 milhões previstos para receitas de vendas de jogadores mas, se na AG, Emílio Macedo pouco ou nada disse, já nas declarações na imprensa fez questão de referir que os próximos dias trarão novidades, mas que nenhum dos jogados transaccionados será N'Diaye.

Nos 30 minutos para discussão dos assuntos do clube, várias perguntas e criticas foram deixadas, mas sem qualquer resposta significativa do presidente. Nem sobre negócios de jogadores ou posição do clube tendo em conta o sorteio viciado etc. Também não foi revelado o patrocinador oficial para a próxima temporada. A falta de ambição demonstrada nos vários quadrantes do clube, foi a critica mais vezes repetida.

No entanto, a história grave contada pelo associado Miguel Salazar (e, segundo o próprio confirmada por 7 dos intervenientes) de que Emílio Macedo teria dito, em 2008/09 no seu discurso "motivacional", antes do importante jogo da meia-final com o Benfica em voleibol, aos jogadores que nao era certa a continuidade da modalidade no ano seguinte e que já tinha falado com o presidente do Benfica que este estava interessado em contar com eles, acabou por marcar este período de discussão. O presidente do Vitoria negou o sucedido e em declarações na imprensa fez questão de dizer que vai agir judicialmente sobre o associado.

Sobre os possíveis ingressos de Meira e Mendes no Vitoria, nada foi questionado, nem anunciado.

2 Comentários:

Paulo César disse...

Foi efectivamente pouco concorrida e um pouco morna a assembleia. As únicas coisas que sobressaíram foram as dúvidas sobre os 4M€, onde ficamos a saber que há negócios no ar, e a curiosa intervenção do Sr. Miguel Salazar. Um tanto ou quanto nebulosa, pelos vistos para ser esclarecida em tribunal, porque a ser verdade é realmente uma acusação grave.

Quanto ao orçamento em si, é muito arrojado, mas de encontro ao que esperamos, a denotar uma aposta firme no futebol. Não entendi as posições de alguns associados que pediram contenção e ambição ao mesmo tempo. Para ganhar é preciso investir. Só devemos pedir é bom investimento. E este orçamento parece-me bem ambicioso.

Gostei ainda da proposta do Dr. Luís Cirilo de estender aos associados o corte de relações com o Braga, e da condenação geral ao gatuno da pedreira, de apelido Soares Dias. Nem a brincar esse artista deveria entrar mais no Afonso Henriques

9/7/11 03:23
Moha disse...

Se é verdade não sei mas dizer..."NUNCA ESTIVE NO BALNEARIO DO VITORIA. Vou agir criminalmente contra esse associado" senhor(?) presidente até devia ter vergonha de ter dito o que disse, nunca esteve mas devia ter estado.

9/7/11 13:56