sexta-feira, julho 15, 2011

Polémica da AG com novos episódios

A polémica gerada pela questão de Miguel Salazar na última Assembleia-Geral tem novos episódios. Depois da história revelada e da ameaça de processo judicial por parte de Emílio Macedo por ter dito que tudo não passava de uma mentira, agora é a vez do associado revelar no seu blogue os testemunhos de alguns dos jogadores que lhe confirmaram a história. Primeiro de um atleta que prefere não se identificar e agora de Fábio Jardel. Tal como disse na última AG este assunto é demasiado grave para que não se apure toda a verdade e é isso que se espera nos próximos dias, quer do lado de Miguel Salazar, quer do lado de Emílio Macedo.

6 Comentários:

druyda disse...

Só resta a demissão sr. Presidente! Ganhe vergonha na cara e SAIA!

15/7/11 12:38
Ricardo Silva disse...

interessa realmente é isto,instabilidade,confusao para que a época comece mal e logo a seguir assembleia geral e mais confusao para delicia dos jornais e televisoes nacionas!!Continuem o grande trabalho...

15/7/11 14:49
luis cirilo disse...

É o terceiro testemunho. Porque Paulo Araujo já tinha confirmado o que se passara.
Espero ansiosamente pelo processo judicial que EMS vai por contra Miguel Salazar.
Porque só há uma verdade!
P.S. O que está em causa é demasiado grave para poder ser branqueado com "inicios de época", "destabilizações" e desculpas afins.
O que está em causa é saber se o presidente do Vitória Sport Clube mentiu na Assembleia Geral aos associados.
Ou se foi o associado Miguel Salazar que contou uma história sem fundamento.
Um Tribunal decidirá.

15/7/11 16:41
Idalecio disse...

1+1=2 (paulo araujo amigo do Prof Rogerio de Paula que saiu do Vitoria em litigio com a direcção do Voleibol)+ (credibilidade das palavras do Jardel e ausencia de comentarios da modalidade na altura deste acontecimento)= Mentira
Saudações vitorianas
Idalecio

15/7/11 16:59
Miguel Salazar disse...

Idalécio, se levarmos em linha de conta apenas a validade dos seus argumentos, então não será um caso de “1+1=2”, mas sim “0+0=0”.
Eu explico…
Contrariamente àquilo que possa pensar, apesar de ter saído do Vitória em litígio com a Direcção (é uma verdade), o Prof Rogério de Paula foi um daqueles que se recusou a comentar o episódio que relatei… alegando motivos de ética profissional. E se ele não aproveitou a ocasião para poder dizer mal do clube e da sua Direcção, porque razão o iria fazer o Paulo Araújo? E só alguém que não conhece o Paulo Araújo é que pode dizer dele aquilo que o Idalécio está a dizer, ou pelo menos a insinuar. Para sua informação, o Mestre Paulo Araújo é um homem íntegro, honrado e respeitado, tanto pelos seus alunos, como pelos seus pares, tanto a nível nacional como internacional; o Paulo Araújo goza de um prestígio assinalável, sendo Presidente da Federação Portuguesa de Artes Marciais Chinesas, Membro Técnico de várias associações macaenses, membro de vários Conselhos Técnicos europeus, Juíz-Árbitro por várias federações europeias, Membro-Honorário de duas Associações Chinesas, e muitos muitos outros títulos, que não poderiam com certeza ser dados a quem fizesse da arte de mal-dizer a sua principal ocupação. Julgo que lhe ficaria bem, caro Idalécio, medir melhor as suas palavras antes de falar assim de pessoas honradas e de bem, como é claramente o caso do Mestre Paulo Araújo.
Quanto à credibilidade das palavras de Fábio Jardel, não consegui perceber onde sustentou a sua opinião. Será que o considera pouco credível apenas porque a declaração dele não vai de encontro às suas expectativas e pretensões? É que não consegui descortinar nenhum argumento que sustentasse esta sua sentença.
Quanto a declarações da parte dos dirigentes da secção de voleibol, devo dizer-lhe que nenhum deles estava presente na altura, rigorosamente nenhum.
Ora, somando os dois zeros que valem as premissas que apresentou, outra coisa não se poderia obter que não fosse… nada.
Percebe agora: 0+0=0…

15/7/11 23:04
Amadeu disse...

Que me desculpe o Ricardo Silva, mas parece que se esqueceu a quem é que interessa realmente "isto,instabilidade,confusao para que a época comece mal e logo a seguir assembleia geral e mais confusao para delicia dos jornais e televisoes nacionas!".

Tem que ser justo e dizer quem começou "o grande trabalho...", quem trouxe e de que forma (mentirosa) o fez logo após a AG e através da própria MiloTV!

Seja mais justo e entenda que se fosse o Ricardo a colocar a questão a EMS e o mesmo disparatasse em ameaças, com algo de que tinha provas...o que faria?

A minha solidariedade para com Miguel Salazar, que deve ter passado algum mau bocado com a credibilidade que EMS ostenta...é o país que temos...

Amadeu

16/7/11 16:02