domingo, agosto 14, 2011

Injusto

VITÓRIA 0-1 PORTO

@MaisFutebol

A ovação dos vitorianos presentes no D. Afonso Henriques à sua equipa, sublinha bem que os adeptos do Vitória apesar de exigentes, sabem distinguir entre uma equipa que joga para ganhar, que mostra ambição e que tem garra de conquistador, de um conjunto apático, amorfo e sem ambição, mesmo que o resultado não seja o melhor.

E hoje, o Vitória jogou para ganhar, hoje a equipa vitoriana mereceu os aplausos e deixou bons indicadores para aquilo que pode ser esta temporada. Falhou demasiado? É um facto e é essa também a principal razão pela qual o Vitória saiu sem pontos do estádio do Rei. Mas isso é algo que também se explica, mesmo que não se entenda, pela falta de opções e de alguma qualidade que o sector ofensivo vitoriano evidencia.

Mas comecemos pelo mais positivo. Hoje a equipa esteve bem tacticamente, "tapou" bem os caminhos aos adversários e "obrigou" o Porto a não jogar. Não foi, ao contrário de outros jogos com os dragões, sufocada defensivamente, discutiu sempre o resultado e foi agressiva q.b, obrigando o adversário a terminar o encontro a jogar para trás e a praticar anti-jogo.

Se hoje é quase obrigatório elogiar a organização defensiva da equipa e a forma inesgotável como se voltaram a exibir Anderson - secou por completo Hulk - ou então a dupla de centrais João Paulo e N'Diaye ou mesmo Alex que não deu espaço a Varela e El Adoua que continua a mostrar-se como o melhor reforço deste Vitória, o mesmo não se pode dizer do sector atacante da equipa.

O Vitória dispôs de oportunidades suficientes para conseguir outro resultado e a Toscano ou Barrientos faltou outra frieza no último remate e, a este último, também no derradeiro passe, apesar da boa exibição. Foi seguramente esta a grande pecha de um Vitória que mostrou uma cara bem diferente das evidenciadas nos jogos com o Porto. Depois, é absolutamente indisfarçável que a equipa tem, pelo menos nesta altura, falta de qualidade e de maturidade nas alas do ataque e simplesmente não tem presença na área. E isso é algo que já tinha penalizado a equipa no jogo em Aveiro e que voltou a ficar evidente no jogo de hoje. 

E, apesar da exibição bem mais de acordo com aquilo que esperamos continua a ser necessário que se lamente a indefinição "Edgar" ou os atrasos no reforço do ataque do Vitória. Bem como continua a ser estranha a não utilização de Pedro Mendes por parte de Manuel Machado, mesmo que o médio possa não estar nas melhores condições física. Hoje, nem do banco saiu.

Termino com a arbitragem. Olegário Benquerença é, seguramente, um dos árbitros mais adeptos do servilismo do futebol português. Um dos que sabe sempre fazer chegar uma encomenda a bom porto. A possíbilidade de este ano perder as insígnias da FIFA se repetir a classificação da época passada, obrigam-no ainda a um esforço redobrado. Tudo isto para dizer que a sua actuação não foi surpresa, nem a dele nem a dos auxiliares, principalmente o da bancada poente. E escolho para isso o lance "menos" inofensivo mas sintomático daquilo que foi e são sempre as suas actuações. No primeiro tempo e perante uma segunda bola de jogo no local onde a bola de jogo estava jogável, deixou seguir o jogo e permitiu o arremesso ao Porto. Na segunda parte, e perante uma segunda bola num local onde o jogo não se estava a desenrolar e no meio-campo contrário interrompeu o ataque vitoriano. Dois lances idênticos, dois critérios distintos. Relativamente ao lance da grande penalidade, não vou comentar. Vou apenas esperar pelos critérios das próximas jornadas. Confiando apenas que qualquer braço no corpo de um jogador do Vitória na área adversária daqui para a frente, seja considerado grande penalidade, já que o ano passado perante o mesmo adversário e no mesmo estádio um lance entre Fucile e Edgar teve entendimento bem diferente.

Em suma, resultado injusto para aquilo que se passou hoje em Guimarães, com o Vitória a merecer, pelo menos a igualdade pela exibição e pelas oportunidades. Mas acima de tudo, uma exibição com qualidade e agressividade que abre boas perspectivas para os jogos da Liga Europa e do resto da temporada, assim o Vitória aumente a sua eficácia ofensiva.

p.s. Apenas uma última palavra, para os nosso campeões de futebol de praia que foram esta noite alvo de uma justíssima homenagem. Parabéns e obrigado!

24 Comentários:

luis cirilo disse...

O que mudou hoje,essencialmente,foi a atitude.
E a entrega ao jogo.
E nesse aspecto assistimos a um Vitória claramente melhor.
Para mim El Adoua é de facto um excelente reforço e um jogador que pode assumir papel de destaque na equipa.
Também gostei bastante da exibição de João Paulo que foi um gigante na nossa defesa.
Foi pena Olegário ter inclinado tanto o campo.
Porque ,no minimo,o empate era o resultado mais justo.
P.S. : Associo-me aos parabens aos nossos tletas de futebol de praia.
Não deixando de constatar que uma equipa campeã nacional teve as faixas entregues pelo vice presidente da área financeira!!!
O presidente não estava ?
Ou achou que eles não mereciam uma descida do camarote ao relvado?
Ou teve receio da reacção dos sócios á sua augusta presença?

15/8/11 00:40
A.C. disse...

Eu só vi mais do mesmo do ano passado.
Boa equipa,bom plantel,mas nenhuma organização ou esquema de jogo.Com este pseudo-treinador continuaremos a depender da sorte,ou das iniciativas de um ou outro jogador.
A arbitragem contrariamente ao que eu esperava errou até mais em prejuízo deles.Mas mesmo que não,cabe aos treinadores e aos jogadores errar menos que o árbitro.E na época passada em Alvalade tivemos esse exemplo,apesar de termos sido prejudicados em alguns lances não deixamos de ganhar esses jogo.

15/8/11 00:45
José Silva disse...

O que é que eu disse há quase um mês atrás quando o Pedro Mendes assinou?

O Machado não o queria e vai queimar-lo, Leonel Olimpio tem que comer muita sopa para lhe chegar aos calcanhares. Só O Machado não vê.

Quanto ao Jogo, estivemos bem, sim, mas nos jogos contra os grandes já se sabe que o Machado até "joga" bem. O pior são os outros 24 jogos do campeonato.

15/8/11 00:55
Paulo César disse...

Jogamos como nunca, perdemos como sempre...
Agora é realmente verdade que o MMachado não fez bluff e mostrou um Vitória muito agressivo e pressionante, que como atrás disse não ganhou porque não marcou, e perdeu porque o árbitro quis. Se entrar assim em todos os jogos, temos equipa e a equipa terá os sócios com ela, como comprovou o estrondoso "Vitória até morrer" com que os brindámos. Foi pena o técnico do som não ter tido a sensibilidade ou inteligência de silenciar a música de fundo para que todos os outros sentissem a nossa força no estádio

Gostei do Santana (foi preciso o Benquerença para o Hulk se ver), Adoua, Barrientos (melhora a cada jogo, mas treme na hora da verdade), Olímpio e Toscano. MMachado precisava de um meio campo forte para lutar com os tanques Souza e Guarin, penso que assim se justifica a ausência do Pedro Mendes, que convenhamos ainda não apresenta um ritmo aceitável. Acho que optou bem o MMachado.
Alex já esteve muito melhor, os centrais estiveram certinhos, menos bem realmente os alas. Gostei da entrada do Paulo Sérgio, vai apertar com Targino e Faouzi. Também acho que com Edgar o resultado seria outro. Ainda vou ouvir muitos críticos carpir por ele...

15/8/11 00:57
Sescalex disse...

é preciso dizer que o olegário não marcou penalti por mão do n'diaye, mas por o olímpio ter agarrado, parece-me o Kleber, e foi ele que levou o amarelo. Aliás, antes da bola bater na mão do N'Diaye já ele tinha apitado.

De resto, bom jogo. Só espero que esteja ao nível do Atlético. Só tenho pena não pudermos ter o Soudani para Madrid. É completamente de clube de amador não termos qualquer ponta-de-lança disponível.

15/8/11 01:23
colunazul disse...

Caro Vimaranense,

Apesar de tudo foi o melhor jogo que vi do Vitória praticar frente ao Futebol Clube do Porto. Como refiro no meu texto, gostei da prestação de certos jogadores da vossa equipa que demonstraram alguma qualidade. Jean Barrientos, Targino, Toscano e também João Paulo mostraram bons pormenores durante toda a partida.

Tanto os azuis e brancos como os brancos e pretos lutaram para conseguir um bom resultado e num jogo com alguns ataques para os dois lados, a vitória caiu para o nosso lado. Claro que o Guimarães pode sentir a injustiça no marcador porque também fez por marcar mas ganhou quem soube aproveitar as oportunidades (neste caso a oportunidade).

Em relação ao penalty temos de ser o mais justos. Maioria daquelas situações na área, os árbitros fingem que não vêem mas têm que ser marcadas. O Leonel Olímpio agarrou o Kléber, importunando ou não a acção do jovem brasileiro, a realidade é que o fez cair ao chão. No final do encontro reclamam nova penalidade. Existe mesmo? Claro que não, o lance analisado com cuidado vê-se que o Rolando tem os brancos tão colados ao corpo que até parece que está com as mãos nos bolsos.

Mais uma vez referindo, foi completamente uma cara diferente esta que o Vitória mostrou hoje no Afonso Henriques e se jogar sempre assim lutará por lugares bem acima dos que imaginou.

Cumprimentos,
Nuno Oliveira

15/8/11 01:24
Vimaranes disse...

Caro sexcalex, sim, acho que ninguém ficou com dúvidas quanto a isso. O que o árbitro assinala é o braço do Leonel Olímpio sobre Sapunaru (não chega a ser um puxão), no momento em que este tenta saltar e com o jogador portista a aproveitar para se deixar cair. A questão aqui é de critério. Quantos lances iguais existem? A partir de agora todos serão marcados?

15/8/11 01:32
colunazul disse...

* no meu comentário, peço desculpa pelo meu erro que por estar a ler uma lista das equipa me enganei. No caso do penalty, não o Kléber mas sim o Sapunaru que é agarrado.

Cumprimentos,
Nuno Oliveira

15/8/11 01:33
Vimaranes disse...

Caro Nuno, relativamente à grande penalidade já o escrevi. Há contacto? Há. Não vale a pena discutir se suficiente ou não para o Sapunaru cair (parecendo óbvio pelas imagens que não foi). Por isso, posso até admitir a grande penalidade. A questão que coloco é a de critério. Querem que estes lances sejam grandes penalidades? Muito bem. Mas haja coragem de os marcar sempre e não apenas quando é mais fácil.

15/8/11 01:35
sadas disse...

muito pelo contrario, com el adoua e olimpio assim, Pedro Mendes não passa de um bom suplente.

15/8/11 01:36
Sescalex disse...

Caro Vimaranes, sou da mesma opinião. Não é razão para penalti. O Sapunaru, e não o Kleber como tinha dito, aproveita-se e deixa-se cair. Mas por o que eu tenho visto na comunicação social, incluindo agora no programa da TVI (que, já agora, diz que o jogo foi de um só sentido, o do Porto a atacar (nada que não estejamos habituados)), todos têm posto a mão do N'Diaye como razão do penalti.

15/8/11 01:44
Vimaranes disse...

Tenho opinião contrária. Parece-me que Pedro Mendes mesmo em condição razoável deverá ser titular ao lado de El Adoua. Mas o que mais discuto é o facto de, nem sequer ser opção a partir do banco, com MM a preferir João Alves em vez de Pedro Mendes.

15/8/11 01:44
colunazul disse...

Vimaranes,

Concordo contigo e sou apologista de situações destas nas áreas serem prontamente assinaladas, fora algumas excepções de tentativa de simulação.

Mais uma vez parabéns pela atitude demonstrada em campo e pelo jogo que foi jogado.

Cumprimentos,
Nuno Oliveira

15/8/11 01:56
Vimaranes disse...

Caro sexcalex, relativamente aos comentários da TVI, creio que são apenas mais do mesmo. Alguém que depois deste jogo, tem a coragem de dizer e passo a citar:

"Barrientos foi o menos mau do Vitória"

"O Vitória teve mais bola na segunda parte, mas também era difícil que não tivesse"

"O Vitória não dominou em qualquer parte da partida"

Está tudo dito, quanto à qualidade do jornalista em questão.

15/8/11 01:57
Sescalex disse...

essa do "Barrientos foi o menos mau do Vitória" pôs-me completamente passado.

quanto também ao que se está a discutir, acho que o Olimpio e Adoua não falharam. Mas o J.Alves simplesmente veio matar o jogo e não tem lugar nesta equipa. Neste sentido, também me parece que deveria ter entrado o Pedro Mendes.

15/8/11 02:01
José Silva disse...

Caro Sadas...

certamente não viste bem o jogo! O olimpio não vale metade do Pedro Mendes em posicionamento, passe, visão de jogo, transporte de bola...

a única vantagem é na velocidade (de corrida e não de execução e decisão)

A zona dele foi por onde o fcp mais facilidades teve. Sempre mal posicionado, fraco no desarme e pouca eficácia no passe.

15/8/11 02:02
sadas disse...

ai concordo que deveria entrar .. mas o Pedro Mendes não conseguia aguentar o ritmo do olimpio .. luta muito, ganha bolas e bom de pés grande reforço

15/8/11 02:03
Romano disse...

Penso que o Al doua rende também muito bem a central, é pena não conseguirmos vender o N´Diaye pois não acho que tenha assim tanto valor, Pedro Mendes e João Alves vai acabar por ser o meio campo do Vitória com Barrientos no meio e com dois alas( Paulo Sergio e Toscano) e um avançado, o Faouzi continua na minha opinião a ser um jogador banal( ainda hoje o Rafa marcou um golaço no Freamunde Portimonense.
Pior que a ausência da entrega das faixas é a ausência nos jogos das modalidades amadoras por isso até achei um acto sensato, da mesma forma que continuo a achar estranho as assobiadelas ao Manuel Machado quando dizem o nome dele na constituição da equipa(mesmo não concordando com o que ele diz ou faz)... eu acho o Faouzi fraco, mas não é por isso que o vou assobiar, é do Vitoria é dos meus...

15/8/11 02:04
Me disse...

Fomos gamados e bem gamados essa e que e essa, senhor portista. O Manel Machado esteve muito bem e quem lhe assobia devia ter vergonha senhor Romano ! E quem diz que ele hoje falhou no banco, quem diz que o Leonel Olimpio esteve mal e o Porto entrou pelo lado dele não tem mais que falar ou não percebe la muito bem de bola, deve ser mais ragueby. O Pedro Mendes vai ser titular quando tiver canelo porque e melhor que os outros todos, mas para já não tem lugar. Falta o matador e em Madrid e para arrasar !

15/8/11 02:40
José Silva disse...

Caro Me... graças a deus percebo alguma coisa de futebol, e vi o jogo no estádio e voltei a ver a maior parte do jogo que gravei.

O olimpio teve mal.

15/8/11 03:49
José Silva disse...

Quanto ao penalty. É claro que não me parece suficiente para o jogador cair, mas culpado é o olimpio por meter os braços!

Assim como o Santana (que teve bem no jogo) levou um amarelo por uma atitude estupida.

E não vai alguém dizer que não percebo nada de futebol por dizer que o nilson andou a queimar tempo a primeira parte até ao golo.

Há atitudes que não se pode ter. E o treinador tem que lhes dar nas orelhas nestas situações. Se bem que com certeza quem mandou queimar tempo foi ele mesmo.

15/8/11 03:53
Luís Manel disse...

acho que o que resume todo é o jogo é de facto o grande aplauso no final da partida, a equipa entregou-se e so um tremendo Vitoria poderia levar de vencido o Porto... Penso que todos saimos do estadio com o pensamento de que com uma pontinha de sorte poderia ter sido o jogo do Vitoria. Mas anima-me o facto de o Vitória ter começado o campeonato a dominar e a praticar futebol ao contrario do ano passado.
Por fim de lamentar a atitude da policia junto ao pavilhao do Xico Andebol que simplesmete descarrega em adeptos que se deslocam para as suas viaturas quando em Aveiro nem se mexiam perante as investidas dos adeptos do Porto...
Viva o Vitória

15/8/11 12:27
miguel silva disse...

Dois dias antes deste jogo, vejam como a Direcção permitiu que estragassem o relvado do D. Afonso Henriques: http://www.abola.pt/nnh/ver.aspx?id=281022
Eu gostava de saber quem deu o parecer técnico e quem deu autorização no Vitória para semelhante disparate!

15/8/11 15:30
Rui disse...

no geral gostei da exibição do vitória, e o aplauso q tiveram no fim foi bem merecido. acredito nesta equipa. em relação ao penalty, só tenho uma certeza, se fosse na área contrária o Sr Olegário não teria coragem de marcar penalty....

por ultimo queria lamentar o facto a um episodio q assisti. assisti a chegada de um autocarro dos superdragões, e eles dentro do autocarro ja traziam pedras, que começaram logo a atirar do próprio autocarro, enfim...

15/8/11 15:40