quinta-feira, outubro 13, 2011

Ex, Actual e Futuro presidente


Não podemos fugir à realidade de que o quotidiano do universo do Vitória nos últimos anos tem sido vivido num constante desassossego. Criaram-se expectativas, prometeram-se mundos e fundos sem qualquer base de sustentação, cometeram-se erros de palmatória criando nos associados uma onda de contestação nada benéfica para a equipa, mas legitima.
O momento atual é o exemplo mais paradigmático do que têm sido os últimos anos.

Com o fim do reinado Pimentista pensava-se que as coisas no Vitória retomariam o rumo do sucesso desportivo (sim porque com Pimenta Machado o Vitória também teve os seus momentos bons) à imagem e semelhança de um clube com a história do nosso, a verdade é que não foi preciso esperar muito para acontecer uma das páginas mais negras da vida do clube.

Fácil era perceber que Vítor Magalhães, como presidente, tinha os dias contados, primeiro pelo fracasso desportivo, depois porque o ambiente no seio da direcção da altura não era o melhor, comprovado pela saída de um dos vice-presidentes, Emílio Macedo da Silva.
Estava dado o primeiro passo para a preparação da sua candidatura ao lugar de presidente vitoriano, concretizado com a apresentação de uma lista ao sufrágio seguinte.

Mais uma vez as expectativas subiram em flecha, com resultados positivos nos dois primeiros anos. Subida à primeira liga e participação numa pré-eliminatória da liga dos campeões. A verdade é que não foi mais do que aproveitar os dividendos do que tinha sido deixado pela anterior direcção. Chegada a altura de tomar decisões, foi o que se viu. Dezenas de jogadores contratados época após época que no plano desportivo e financeiro se comprovou serem negócios ruinosos. A excepção foi Bebé.

Mesmo assim o passivo não pára de aumentar.
Outras situações marcaram o mau estar entre a direcção e os associados como o caso das cadeiras vendidas a adeptos do Benfica.
Enfim, um rol de situações que provocaram o actual momento de crispação aproveitado por alguns para incendiar ainda mais a situação, no meu entender mal.

O futuro é o que me preocupa, com eleições antecipadas ou não, o importante é que dos candidatos que se possam perfilar para ocupar o cargo saia um presidente e uma direcção que não nos envergonhe, que pense o Vitória, que tenha uma estratégia e não medidas avulso, que tenha uma politica de contratações selectiva, que tenha ideias claras sobre as modalidades amadoras e finalmente que seja um vitoriano.
A estes requisitos ajudaria a profissionalização dos órgãos directivos, apenas e só (excluindo a criação de uma SAD).
É difícil, não tenho dúvidas, mas não é impossível.

Por Ricardo Lopes

11 Comentários:

José Silva disse...

"Com o fim do reinado Pimentista pensava-se que as coisas no Vitória retomariam o rumo do sucesso desportivo"

Longe de mim querer defender o Pimenta, mas que raio de "sucesso desportivo" está você a falar?????

O VSC ganhou alguma coisa antes do Pimenta?

4º e 5º lugares????

Lá que escrevesse isto:

"Com o fim do reinado Pimentista pensava-se que as coisas no Vitória tomariam um novo rumo em direcção ao sucesso desportivo"

14/10/11 22:57
Srta. Rutilene disse...

E nada mais. Pois ser vitoriano é um orgulho. Então arrengassem as mangas e vamos a luta. Nunca podemos desistir pois esta é a nossa diferença dos outros clubes em geral.
Nos fazemos a diferença.E vamos sempre ser assim. Pois sou Vitoria até morrer. VITORIA FOREVER.

15/10/11 00:20
Patrick disse...

José Silva:

A Supertaça de Portugal foi ganha com que presidente?

Campeão nacional de juniores, quem é que estava como eleito pelos sócios para presidir ao VSC?

Podem não o querer de volta. Podem nao gostar do homem, mas não esqueçam o que se ganhou.

15/10/11 01:21
jotafundador disse...

...e Campeao Nacional de Voleibol Femenino em Juniores.

Tambem na era Pimenta Machado

15/10/11 01:42
José Silva disse...

Provavelmente expliquei-me mal.

O que eu queria dizer, é que ANTES do reinado pimentista não ganhamos nada.

Por isso não concordo com a frase: "Com o fim do reinado Pimentista pensava-se que as coisas no Vitória retomariam o rumo do sucesso desportivo"


Mas de qualquer forma, mesmo tendo orgulho nos títulos que ganhamos, porque tenho como qualquer vitorianho, é MUITO POUCO para um clube que se intitula (ou intitulava) o 4º grande.

15/10/11 02:54
benachour10 disse...

"jotafundador disse......e Campeao Nacional de Voleibol Femenino em Juniores.
Tambem na era Pimenta Machado."

se formos por este caminho entao esta direcção ganhou muito mais que o pimenta em menos tempo...titulos no volei,na natação, basket, kickboxing.Enfim...siga para bingo.

15/10/11 09:31
Ricardo Lopes disse...

Caro josé silva, faz sentido a sua observação. Mesmo assim existiu algum sucesso. Se me disser que ficou sempre abaixo dos nossos desejos, é verdade, concordo consigo. Agora daí até então e com uma conjuntura tão favorável esperava-se outra coisa que não esta em todos os planos, desportivo, financeiro, patrimonial. E quanto a este último ninguem fez mais nada. O que ele deixou é o que temos. E não se pense que estou aqui a defender quem quer que seja. Estou apenas a constatar um facto.

15/10/11 10:35
Ricardo Lopes disse...

Caro josé silva, faz sentido a sua observação. Mesmo assim existiu algum sucesso. Se me disser que ficou sempre abaixo dos nossos desejos, é verdade, concordo consigo. Agora daí até então e com uma conjuntura tão favorável esperava-se outra coisa que não esta em todos os planos, desportivo, financeiro, patrimonial. E quanto a este último ninguem fez mais nada. O que ele deixou é o que temos. E não se pense que estou aqui a defender quem quer que seja. Estou apenas a constatar um facto.

15/10/11 10:36
PFerreira disse...

Sou Benfiquista de Pombal e conheci muito bem o Eng. Luís Freitas quando ele trabalhou nas Meirinhas, concelho de Pombal, como Inspector de Veículos. Quem também conhece o Eng. Luís Freitas é o vosso associado António Carvalho, senhor de idade avançada e que tem residência nas Meirinhas. António Carvalho é o homem que percorreu o país com uma auto-caravana alusiva ao Guimarães. Vocês deviam ter orgulho em ter como candidato a presidente do Guimarães um Homem da qualidade de Luís Freitas. Ele deixou imensas saudades na região de Pombal. Perguntem a qualquer pessoa que esteja ligada ao ramo automóvel na zona de Pombal.
Os melhores cumprimentos,

Paulo Ferreira

16/10/11 09:50
jose silva (ronfe) disse...

desculpem la na no tempo do pimenta ninguem brincava com nos .a nivel desportivo, jornalismo,pimenta trazia bons jogadores brasileiros ,africanos, e todos os clubes nos respeitavam.e mais importamte tinhamos as contas sempre em dia.
agora ninguem nos respeita jogadores é o que se ve.fracos que ate mete dó ver jogar. passivo de milhoes.

se calhar muito pessoal que aqui deixa comentarios no tempo do pimenta eram novos demais e entao escrevem aqui aquilo que ouviram dizer por outros.
nesses tempos quem dizia mal do pimenta eram aqueles que queriam tachos , mas uma coisa é certa no tempo do pimenta nao havia tachos.
alguma vez viram um presidente que quando o arbito começava a roubar descia do camarote e vinha ate a linha de campo e punha o arbito em sentido.

por isso digo como pimenta nos eramos os maiores e mais nada doa a quem doer.

16/10/11 13:30
Amadeu disse...

Com o pimenta tivemos salários em atraso, anunciados na TV. Lembra-se das declarações do Guga?

E eramos os maiores...do Minho. Infelizmente apenas isso.

24 anos de governação e 7º lugar como média classificativa.

Sangue novo precisa-se e de sentimento BRANCO E PRETO. Estou farto de VERMELHÕES (pimenta, milo e Cª).

18/10/11 12:30