quinta-feira, novembro 10, 2011

Em banho maria

Vive-se neste momento no seio da família vitoriana uma aparente acalmia, depois da assembleia geral de final de Outubro em que as contas foram chumbadas pelos milhares de vitorianos presentes.
Leva-me esta calma a concluir que, provavelmente, Emílio Macedo teria razão quando, no final da dita assembleia, disse que “o que faltava para as contas serem aprovadas era o vitória começar a ganhar”. Que as contas têm de ser aprovadas é facto assente, agora o que custa a entender, é que do lado de quem ainda gere o clube, este chumbo não tenha sido entendido como um cartão vermelho, mas sim como apenas um amarelo. Tanto mais que, quem tem a responsabilidade de representar os sócios junto da direcção continua insistentemente a colocar água na fervura na tentativa de tudo deixar em “banho maria”.

Todos nós sabemos que os estatutos não obrigam à exoneração de quem quer que seja pelo facto de as contas serem reprovadas. Não, o que está aqui em causa foi a maneira como o “chumbo” aconteceu.
Parece não ter sido suficiente, até pela forma como a actual direcção demonstra pretender continuar (demonstrando falta de responsabilidade e vergonha na cara).

Deprimente, é também ouvir da boca do presidente da assembleia que “ainda não teve oportunidade de conversar com o presidente da direcção para definir a estratégia e a data da próxima reunião magna”.
Esta inépcia remete-nos para outra questão dos estatutos, que não obrigando a prazos para uma segunda assembleia geral, nos faz voltar ao mesmo: a falta de sentido de responsabilidade!
Para quem diz que não está agarrado ao poder…

Fica-me a ideia de que esta teimosia não é de Emílio Macedo (que parece estar definitivamente em final de percurso), até pelo seu afastamento das “luzes da ribalta” logo após a assembleia, não tendo oficializado uma posição de renúncia, talvez por aconselhamento de seus pares.
Porque motivo? Isso é que falta saber!

Não quis deixar “morrer” este assunto numa altura em que o vitória, para gáudio de todos nós, entrou finalmente na senda dos triunfos, para não ser acusado de oportunismo em virtude dos maus resultados, e para não deixar cair no esquecimento uma certa “recolha de assinaturas”, também ela em “banho maria” como que seguindo a linha de conduta da actual direcção.

Por Ricardo Lopes

7 Comentários:

Vimaranes disse...

Subscrevo por inteiro, Ricardo. Creio que o Vitória sairá a ganhar se a sua situação directiva for clarificada. Este "banho maria" não beneficia ninguém.

10/11/11 12:06
Miguel Salazar disse...

Se não beneficiasse, Carlos, não acontecia.
Eu já há muito tempo que deixei de acreditar em coincidências...

10/11/11 12:18
Vimaranes disse...

É um facto. Quando digo "ninguém" refiro-me mais ao próprio clube. Porque o resto já todos sabemos...

10/11/11 13:31
Petř disse...

Provavelmente não é o melhor local, mas queria só sublinhar a tristeza de mais um dia de notícias infelizes por parte da comunicação social. Refiro-me obviamente à "novela" Edgar. Por muito que a gestão dos activos do clube possa ser questionável (e no caso do Edgar, nem se pode falar de um activo do clube, dada a sua condição de 'emprestado'), é com tristeza que vejo, pela enésima vez o papel da comunicação social no aumento do despique entre o Vitória SC com o Sporting CB. O momento claramente é oportuno, pois os recentes bons resultados da nossa equipa, aliados a bons desempenhos do jogador em causa, são extremamente aliciante para aqueles que querem prejudicar o nosso clube. Não condeno o potencial interesse do clube vizinho... está no seu direito, apesar de provavelmente até nem isso ser verdade, mas é com bastante desagrado que leio essas notícias puramente incitadoras ao conflito.

10/11/11 17:25
nortenho vimaranense disse...

Onde andam as assinaturas?

10/11/11 20:49
Amadeu disse...

Plenamente de acordo Ricardo.

E como sócio do VSC faz-me sentir um "inpoerante", quase tanto como considero o Milo.

Fico triste pela forma como foi conduzida a recolha de assinaturas e pela forma como os sócios a encararam.

Continuo triste pela inoperância dos candidatos a presidentes, que também eles, mesmo depois de se assumirem, "deixam andar...".

Para mim não faz sentido termos que "prolongar" um péssimo mandato.

11/11/11 22:01
BlackSG disse...

o trolha despachou as promessas todas do vitoria...


Rafa, Paulo Oliveira, Dinis, João Amorim, Tomané etc....ja nenhum deles pertence ao vitória.

tamos completamente enterradinhos. e este trolha vai nos enterrar bem enterradinhos antes de sair daqui

13/11/11 21:23