segunda-feira, novembro 19, 2012

Finalmente, saiu-nos a lotaria!

V. SETÚBAL 2-2 VITÓRIA ap. (João Ribeiro e Freire) (3-5 nas g.p)


@TVI

Tal como no jogo do campeonato, o encontro de ontem foi marcado pelas grandes penalidades. Tal como no sábado, nas assembleias-gerais, os vitorianos foram ontem obrigados a horas extra. Com muito sofrimento e emoção q.b., o Vitória segue em frente na Taça de Portugal depois de fazer os sadinos provar do mesmo veneno e após quebrar a malapata das grandes penalidades.

A exibição vitoriana esteve longe de ser bem conseguida, principalmente na primeira parte do encontro. Mas o que faltou em qualidade, sobrou em coração na segunda parte do prolongamento. Pelo caminho, o Vitória teve que se bater contra uma arbitragem inacreditável da dupla João Capela e Ricardo Santos que viu uma grande penalidade onde não existiu e sonegou uma ao Vitória no último minuto do prolongamento.

O encontro acabou por ser marcado também pelo azar de Addy. A lesão do ganês e a escassez de opções do plantel, obrigou Rui Vitória a uma opção de risco com a colocação de El Adoua no corredor canhoto, o que poderia ter custado caro. No entanto, uma excelente noite de Douglas permitiu ao Vitória manter-se na discussão e, se tivesse havido um pouco mais de "cabeça fria" nos últimos minutos do prolongamento, até a lotaria das grandes penalidades poderia ter sido evitada.

Depois, foi a vez do Vitória fazer aquilo que não tem feito em edições anteriores e eliminou os sadinos no desempate por grandes penalidades. Barrientos que até foi o réu na eliminação nas Aves na época passada, desta vez foi o "herói" ao apontar a última grande penalidade da noite.

Agora, segue-se o sorteio esta terça-feira e a esperança que o Vitória seja bafejado pelo mesmo para continuar a sonhar chegar longe na competição.

0 Comentários: