segunda-feira, novembro 05, 2012

Recordar é Viver XXXIX

@ Glórias do Passado

Se lhe falar em Benjamim Pereira Sobrinho, talvez não seja capaz de perceber de quem se trata. Mas se lhe disser, Bené, e se foi dos privilegiados que seguiram o Vitória na década de 80 e princípio de 90, certamente que saberá de quem se trata. 

O central brasileiro esteve 4 temporadas ao serviço do Vitória e foi um dos que deixou saudades pela cidade-berço (pode ler mais sobre a passagem de Bené no Vitória, no blogue Glórias do Passado). Bené encontra-se agora no Brasil e fui ouvi-lo em exclusivo para a Rádio Fundação para o programa "Contra-Ataque" da passada sexta-feira (que contou também com a presença de Carvalho, outro ex-jogador do clube.

Bené diz ter saudades do futebol romântico, dos tempos em que foi feliz num clube único e que apelida mesmo de "Corinthians de Portugal". O central brasileiro foi um dos que esteve ligado ao momento mais alto do clube com a conquista da supertaça portuguesa.

@Glórias do Passado

O ex-jogador do Vitória elogia a massa associativa do clube e diz continuar a seguir a carreira do clube em Portugal assumindo-se mesmo com um "torcedor vitoriano". Ouça agora, em exclusivo, Bené para a antena da Rádio Fundação, numa entrevista que passou nos 95.8 FM na passada sexta-feira.


4 Comentários:

JMSM disse...

Carlos, não sei se te agradeça por continuares com estas entrevistas com ex-jogadores do VSC. É que estes testemunhos são tão emocionantes e tão comovedores que quase me revoltam, e acabo sempre por me perguntar onde foi que falhamos ? Porque motivo se perdeu esta mística de que este homens falam ? Passaram 25 anos, e eles falam desta terra e deste clube como se aqui tivessem vivido glórias inimagináveis...Como se aqui tivesse sido o Shangri-la deles.

Será que os que defendem SAD's ouvem estas entrevistas piegas ?

Abraço.
JM

6/11/12 00:10
Vimaranes disse...

A mim este tipo de entrevistas dão-me um enormíssimo prazer e só me lamento pelo facto de ser novo demais para me lembrar de muitos destes jogadores. Efectivamente, o carinho com que falam do nosso clube é emocionante e por isso tal como tu também me pergunto, onde será que falhamos para não termos aproveitado aquilo que de maior tem este clube?

6/11/12 01:17
Paulo César disse...

O Vitória é isto, e os melhores anos do Vitória foram feitos desta paixão.
Penso no Bené e digo que nos 25 anos que o JMSM fala, não foi o melhor central que por cá passou, contudo toda a gente se lembra dele.

Se passarmos a fita atrás dos últimos 10 anos, que jogadores nos ficaram na memória ???? Sinais dos tempos.
Tempos que mudaram, no nosso caso para bem pior, querem tornar o Vitória num mero negócio, um clube impessoal, sem referências e que não desperta paixões.

Carlos Ribeiro, pergunta onde falhamos, se me permite opinião, o Vitória começou a falhar quando começou a querer ir atrás dos outros, a entrar nas negociatas e aí começou a perder identidade. Porque quando a lei do dinheiro começou a ser mais forte, o nosso caminho era esse, manter identidade e avançar com a formação. Eu acho que é mesmo verdade quando dizemos que somos únicos, por isso digo que o Vitória não foi feito para ser a SAD que muitos desejam. É acabar com o clube.

7/11/12 13:11
J.silva disse...

Nao tenho elementos suficientes para emitir uma opiniao sobre a sad mas nao sei pk nao me parece a soluçao.

um clube por qual eu tenho admiraçao é o athletic de bilbao. talvez pela sua identidade unica. mas claro que isso era impossivel implementar no nosso Vitória por sermos um pais pequeno. mas sinto grande empatia por este clube, pela ligaçao dos seus adeptos me fazer lembrar um pouco a nossa. temos de fazer alguma coisa e entrar no caminho certo

8/11/12 22:40