segunda-feira, janeiro 28, 2013

O leão estava de um lado, mas as garras estavam do outro (1-1)



Mais uma prova de maturidade dos "miúdos". Mais um jogo em que o Vitória terá orgulhado os seus adeptos. Oitavo encontro sem perder de uma equipa em transformação constante e que já não perde desde meados de Dezembro. O mês terrível de Janeiro, saldou-se num conjunto de exibições que impressionaram pela garra e pelo coração de uma jovem equipa que não tem medo de mostrar os dentes a qualquer adversário.

Já vi equipas do Vitória com outro tipo de soluções e recheadas de jogadores experientes e de nomeada saíram de Alvalade de cabeça baixa. Hoje vi uma equipa jovem, repleta de jogadores poucos habituados a estas andanças sair de cabeça bem levantada; voltar a mostrar ao país futebolístico a qualidade destes jovens jogadores e apenas não sair com os três pontos porque o "xistrema" o impediu.

Em mais uma partida onde a soma das partes valeu mais do que qualquer individualidade, o Vitória soube jogar quando teve oportunidade para isso, mas também sofrer quando a isso foi obrigado. Mas, a verdade, é que em oportunidades de golo, o equilíbrio foi até a nota dominante, mesmo jogando em Alvalade e diante de uma equipa que pensava, no inicio deste campeonato, com o título. Curiosamente, fê-lo com a ajuda de um tridente de ataque de jogadores dispensados pela cantera sportinguista...

E tudo isto, conseguido perante uma arbitragem deplorável de Carlos Xistra. A vergonhosa dualidade de critérios na amostragem dos cartões amarelos, a desautorização aos seus auxiliares ou o fechar de olhos à grande penalidade sofrida por Ricardo no último minuto da partida foram alguns dos erros de uma arbitragem que só por benevolência se poderia chamar apenas incompetente.

Hoje voltei a sair de sorriso rasgado do estádio de Alvalade. De novo, esta equipa voltou a deixar-nos orgulhosos. Porque o que lhe falta em experiência sobra-lhes em fibra e coração. Segue-se o Porto e os "miúdos" já mostraram que encaram olhos nos olhos qualquer adversário. Vamos a isso!



Foto: TVI





3 Comentários:

silva disse...

Penso que o VSC,devia enviar aos donos da arbitragem o filme do jogo e pedir um comentário.Finalmente proceder vigorosamente contra este estado da lei ser tolerante para uns quantos e dura para uns outros. Para quando um "clube" entregar as chaves a estes senhores do apito? Quem paga aos atletas e com que sacrifício?Como pode uma direcção fazer mais valias,com estes atestados ao seu valor...? Estou revoltado e sei bem como se endireitavam meia dúzia de "senhores" que vagueiam nos campos de futebol deste pobre País...!

28/1/13 20:06
José Paulo Cardoso disse...

E adiantaria alguma coisa, meu caro Silva!? Por acaso alguém viu/ouviu aos "jornaleiros" do costume, algum comentário de que o Vitória foi espoliado!? E atenção, não falo só do penalty que, se calhar, até foi o menos relevante naquele "festival". Imaginem se era aquele clubezeco da 2ª.circular! Já se tinha feito 2 edicões diárias de jornais. Inclusivamente já ouvi ex árbitros e ex responsáveis do n/futebol dizerem que não era penalty! É preciso ter lata! Preparem-se porque sábado há mais do mesmo.

29/1/13 08:53
silva disse...

Sem tomadas de posição firmes, jamais teremos a (nossa) consciência tranquila. É a nossa parte que tem de ser feita e depois exijamos aos outros.Se colaboramos com a mentira,somos tão mentirosos como aqueles que mentem. Tem de haver um dia e seja o clube que for, que se retire do campo por não estar a serem cumpridas as leis do jogo. E depois os tribunais que julguem! Porque um clube que tem de pagar aos seus profissionais,não pode admitir que indivíduos sem carácter possam pôr em causa os seus objectivos.

29/1/13 13:00