quinta-feira, janeiro 31, 2013

O mal maior de Janeiro



No passado Domingo, perto do final da partida entre o Vitória B e o Marítimo B, reparei que alguns associados do Vitória, estavam a “reagir” de uma forma muito injusta para com o Técnico Luiz Felipe e a jovem Equipa Vitoriana, o que me deixou deverás desgostoso e ao mesmo tempo surpreso. É que nesta altura da época, e com tantos condicionalismos que a Equipa atravessa, é completamente descabido estar a pedir melhores resultados a um plantel, que como disse o Técnico no final do encontro, “já não treina em condições há 2 meses, e que os seus jogadores estão nesta fase da temporada em falência física e tática”.
 
Não há dúvida, que com as sucessivas transições dos B para os A, principalmente neste mês de Janeiro, causa uma grande mossa física e tática, e neste momento, faz-se os possíveis e os impossíveis na conquista de pontos, que no final da época se espera que sejam o garantir da manutenção na 2ª Liga. Todos, tem ajudado ao máximo o Clube, num dos momentos mais difíceis da história do Vitória, nesta particularidade o que alguns associados devem pensar, é que estes jovens e o Técnico Luiz Felipe, tem sido inexcedíveis, e são uma parte grande do sucesso que a Equipa principal tem vindo a apresentar, pois ainda há bem pouco tempo, jogadores como Paulo Oliveira, Pedro Lemos, Luís Rocha, Kanú, Josué, Tiago Rodrigues, e mesmo o Siaka Bamba e o Crivellaro, estavam a jogar e a treinar na Equipa B, e grande parte dos seus “crescimentos”, tem “dedo” do Técnico Luiz Felipe.
 
É portanto, muito importante o apoio de todos os Vitorianos nos jogos da Equipa B, pois esta Equipa já mostrou que estando na máxima força, tem uma excelente qualidade de jogo (a circulação de bola, e o facto de gostar muito de ter a bola em sua posse, é de uma Equipa que tem muita personalidade), e onde só falta mesmo melhorar no detalhe da finalização (o espanhol Jona e o venezuelano Machís podem ser preciosos neste capítulo).
 
Com toda a massa associativa do lado da Equipa, a manutenção vai ser garantida, e o projeto que já está a dar “frutos”, vai continuar a trilhar um bom caminho, conseguindo o Vitória com estes jovens, um grande suporte para os próximos anos. Entretanto a Equipa principal, conta este Sábado, com mais um jogo que vai testar mais uma vez a evolução da jovem Equipa Vitoriana, que mostra estar muito unida e onde Rui Vitória com todas as adversidades neste mês de Janeiro, “segurou” o grupo de trabalho.
 
Com um “Inferno Branco” nas bancadas, e a entrega, a atitude, o querer, o espírito de solidariedade, e a qualidade que a Equipa vem evidenciado, o triunfo é possível, o que seria verdadeiramente fantástico e merecido. A Equipa já merece uma casa cheia, por isso este Sábado, todos ao Estádio do Rei apoiar os branquinhos! Uma última nota para o voleibol do Vitória, que apesar de todas as dificuldades, venceu de forma espetacular no passado Domingo, a “super – equipa,” como é apelidada pela crítica. Foi uma prova da humildade, da perseverança e da raça do plantel às ordens do “grande” Allan Cocato.
 
Força Vitória!
 
 
Por José Lafuente

1 Comentários:

luis cirilo disse...

eu também reparei nessas manifestações.
que atribuo á estupidez e á ignorância de gente que vai ao estádio mais preocupada em criticar os nossos do que em apoiá-los.
A um idiota que estava sentado á minha beira e que pouco antes do final se pôs a pé e disse bem alto"...nunca mais cá venho que estes tipos não jogam nada..."não pude deixar de dizer que tinha sido pena já ter vindo nesse dia.
De facto é preciso ser muito ingrato e muito ignorante para não perceber o que tem sido a odisseia desta equipa continuamente desfalcada e quantas vezes com o treinador a ter apenas sete ou oito jogadores para treinar. Mas acredito que com a competência de Luiz Felipe, a entrega dos jogadores e o apoio dos verdadeiros vitorianos o Vitoria B vai alcançar os seus objectivos.

1/2/13 01:21