domingo, fevereiro 03, 2013

"Apenas" uma batalha perdida



Derrota tão pesada, quanto natural. O Vitória não teve andamento para este Porto, fez o que pôde mas, de facto pôde muito pouco esta noite. Um golo sofrido ainda dentro do primeiro quarto de hora, e dois golos sofridos na sequência de pontapés de canto, precipitaram uma goleada sofrida diante da melhor equipa que passou em Guimarães esta temporada. Oito golos sofridos e nenhum marcado perante os azuis e brancos esta temporada explicam as dificuldades que este Vitória sentiu esta época perante este adversário.

Esta noite, e apesar da atitude ter estado lá, o Vitória nunca conseguiu discutir a partida e, pior do que isso, nunca conseguiu equilibrar a luta de meio-campo e por isso teve pouca bola e quase nenhumas oportunidades para pôr Helton em trabalhos.

Pouco mais haverá a dizer sobre a partida desta noite. O Vitória não foi capaz de dar mais do que aquilo que deu e encontrou pela frente um Porto demasiado forte. Se poderia ter feito mais? Fica-se sempre com essa sensação mas a verdade é que a diferença entre as duas equipas é enorme. E se atentarmos ao historial dos confrontos entre as duas equipas e percebermos que com equipas bem melhores o Vitória já não vence o Porto há 11 anos em casa para o campeonato, talvez a derrota de hoje possa ser encarada como apenas um "natural" percalço de uma equipa em natural crescimento em evolução.

Mais do que a perda de 3 pontos, é importante que a equipa não se perca. E também por isso, o aplauso de pé dos adeptos no final da partida ou os arrepiantes cânticos de apoio mesmo com a equipa a ser goleada em casa (há mais algum estádio deste país onde isto aconteça?!), são o maior incentivo aos miúdos vitorianos. 

Curiosamente, o Vitória voltou a perder (já não acontecia deste 16 de Dezembro) de novo com uma arbitragem de Marco Ferreira. Um árbitro de personalidade fraca dentro de campo, com uma vergonhosa dualidade de critérios e exemplar na inclinação dos campos. Foi assim o primeiro tempo da partida.

Agora é preciso levantar a cabeça e, sábado no Estoril, voltar a fazer aquilo que tão bem fizeram nos últimos oito jogos oficiais. Porque, como escreviam hoje os "White Angels" numa tarja bem feliz "Um campeão não se faz com nomes, mas sim com atitude!".





Foto: Sítio oficial Vitória SC

3 Comentários:

cristiano disse...

vejo muita vassalagem aos porcos infelizmente

3/2/13 05:11
Paulo César disse...

Não me acredito que este resultado faça qualquer mossa.
A diferença entre Porto e Benfica para o resto das equipas é abismal, são de um campeonato à parte.
Julgo que qualquer jogador, qualquer treinador, qualquer adepto percebe isso.
Fora essas duas equipas o Vitória pode e deve discutir o resultado com qualquer das outras equipas

3/2/13 12:20
Paulo César disse...

Eu acho é que o trabalho desta época tem de continuar, porque na próxima época o 3º lugar vai estar bem mais acessível. Se as coisas forem bem trabalhadas a diferença para o Braga vai-se esbater, para o Sporting já se esbateu. Prevejo uma luta a três pelo 3º lugar para a próxima época.

3/2/13 12:24