quarta-feira, fevereiro 06, 2013

O caso



Guimarães viveu esta semana um ambiente um pouco diferente do habitual, isto porque, a nossa selecção se encontra instalada de armas e bagagens na Cidade Berço devido ao jogo particular desta quarta feira com o Equador. Ora logo na primeira hora o “caso” aconteceu com a chegada do jogador português mais mediático ao local de estágio da selecção, Pousada Stª Marinha da Costa, ao arrepio da provocação de um adepto quando pronunciou o nome de “Messi”, um vocábulo que Cristiano Ronaldo não esperaria ouvir para estes lados. 

A verdade é que o desespero do fã em chamar a atenção do craque português, irritado, com o desprezo de Ronaldo, segundo ele, perante a multidão fê-lo ter essa atitude e por inerência ser conotado com as gentes de Guimarães. Apesar de ficar a ideia de ser um gesto irreflectido mas reprovável, não é menos verdade que também pode ser facilmente percebido no enquadramento da altura. Conseguir um gesto, mesmo que pequeno, de Cristiano Ronaldo. 

Ronaldo, já o sabemos, nem sempre é sinónimo de simpatia, mas uma figura com a dimensão dele tem de perceber que grande parte dos seus fãs, não têm em abundância oportunidades para o contacto pessoal com o craque e quando elas surgem é normal quererem ser retribuídos. Se a atitude do adepto pode ser facilmente compreensível, o mesmo já não se passa com o que aconteceu a seguir na conferência de imprensa, sendo o jogador “bombardeado” por alguns jornalistas com este “não caso” fazendo do assunto noticia de destaque nos jornais e nas televisões, dando a ideia de mau receber por parte dos vimaranenses. 

Será que não havia nada de mais importante para se falar sobre a selecção? A resposta foi dada na manhã seguinte com o maior “banho” de adeptos alguma vez visto num treino de Portugal. Guimarães mais uma vez está de parabéns. 

Por Ricardo Lopes

1 Comentários:

José Paulo Cardoso disse...

CR7 só colhe aquilo que semeia! Arrogância e falta de humildade são coisas que abundam por aqueles lados. Pela parte que me toca, este jogo, e porque era "muito importante" com fez questão de salientar o nosso seleccionador, bem poderia ter sido realizado na "capital do império", que é onde se costuma realizar os ditos "jogos importantes".

7/2/13 08:39