segunda-feira, abril 01, 2013

Infelizes (2-1) (vídeo)



A felicidade que já houve noutros jogos faltou hoje e, a exemplo do que aconteceu na primeira volta, o Vitória esteve em vantagem mas voltou a permitir que o Nacional operasse a cambalhota no marcador.
 
Baldé ainda colocou o Vitória na frente com um excelente cabeceamento praticamente com apenas um quarto de hora jogado mas o Nacional chegaria ao empate em cima da meia-hora. Os vitorianos pareciam ter o jogo perfeitamente controlado mas um erro da defesa vitoriana deixou Rondón cara a cara com Douglas e este cometeu grande penalidade, convertida por Claudemir. Ainda assim a exibição do Vitória agradou nesta primeira parte, exibição personalizada com eficácia e resolvendo quase sempre bem os poucos problemas criados pelos madeirenses.
 
A etapa complementar foi diferente. O Nacional, mais pressionado pela importância do resultado, teve mais bola, assumiu mais as despesas de jogo e o Vitória sentiu mais dificuldades para ganhar a luta de meio campo. Talvez também o desgaste do jogo de quarta-feira se tenha feito sentir. Algumas das peças mais importantes da equipa foram-se "escondendo" e com isso o Vitória perdeu fulgor.
 
Contudo, e com 5 minutos para se jogar até aos 90, a equipa vitoriana - que parecia já sem pilhas - foi buscar forças para mostrar que queria também o triunfo. A grande oportunidade de Baldé foi o exemplo máximo disso. Cheirava a golo e para o lado dos vitorianos.
 
Pura ilusão. Em cima do minuto 90, Rondón descobriu Mateus à entrada da área e este com um remate violento voltou a tornar-se no "carrasco" dos vitorianos. Tal como na primeira volta, o angolano voltou a ser decisivo e a marcar o segundo golo. Derrota amarga para o Vitória que merecia ter saído com pontos da Choupana.
 
Em termos classificativos, o desfecho não é muito significativo. O campeonato esse regressa domingo com a recepção ao último classificado, o Beira-Mar, com o Vitória nesta altura instalado no 8º lugar com 30 pontos, a três pontos do 5º lugar que está na posse do Marítimo.

 
Veja os melhores momentos da partida:


0 Comentários: