segunda-feira, maio 06, 2013

1,2,3 e estamos no 5º outra vez (3-1) (vídeo)



Uma moldura humana impressionante, um ambiente fantástico e um triunfo que recoloca os vitorianos no 5º lugar do campeonato. A exibição não foi de primeira água, mas muito por mérito de uma boa equipa do Gil Vicente que vendeu muito cara a derrota.
 
O golo de Soudani, depois de uma jogada de ataque de grande qualidade, com assistência de Barrientos, até parecia poder embalar o Vitória para uma vitória tranquila mas tal não aconteceu. Hugo Vieira aproveitaria uma "oferta" da defesa vitoriana, num lançamento longo em que Douglas não ficou bem na fotografia. Talvez a justiça estivesse reposta, numa primeira parte em que os gilistas repartiram muito o jogo com o Vitória, mas em que a equipa da casa foi - aliás como muitas vezes esta temporada - letal na primeira ocasião de golo que teve.
 
O segundo tempo voltou a não trazer um Vitória exuberante e as dificuldades para criar perigo mantiveram-se. Para além disso, o atrevimento dos de Barcelos criou sempre muitas dificuldades à defesa do Vitória e principalmente do lado canhoto do ataque dos forasteiros foram nascendo lances de perigo para a baliza de Douglas.
 
Nos últimos 20 minutos e muito por responsabilidade das mexidas de Rui Vitória, o Vitória voltaria a conseguir pegar no jogo e pareceu então que o triunfo poderia, afinal, estar ali à mão de semear. E estava mesmo. Leonel Olímpio de grande penalidade colocou o Vitória na frente e deu seguimento a esse melhor período dos vitorianos. Já o golo de Tiago Rodrigues, já depois de duas grandes intervenções de Murta, nos últimos segundos da partida, fechou a contagem e recolocou o Vitória no trilho dos triunfos.
 
O árbitro Marco Ferreira, que há bem pouco tempo já tinha deixado más indicações no Vitória B - Freamunde, voltou hoje a ter uma tarde infeliz, tal como os seus auxiliares. A grande penalidade não assinalada sobre Marco Matias aos 31 minutos da primeira parte é o erro mais grave (ainda por cima valeu amarelo para o jogador do Vitória), sendo que o golo ao minuto 94 de Tiago Rodrigues também não deveria ter contado por ter sido obtido em posição irregular.
 
A nota mais positiva vai para o público. Mais de 26 mil espectadores prestaram o tributo merecido a uma equipa que tem feito uma época notável. Hoje os jogadores mereceram aquele ambiente. E os adeptos mereceram esta vitória! Pena que não se possa ver mais vezes o D. Afonso Henriques com a moldura humana de hoje!


Recorde os melhores momentos do jogo desta tarde:


0 Comentários: