quinta-feira, agosto 15, 2013

Vamos à luta!



A nova luta começa já este sábado. Frente a uma Olhanense que é uma verdadeira incógnita, atendendo aos novos investidores italianos que tomaram conta do clube e que é agora orientada pelo ex-internacional português Abel Xavier, o Vitória tentará entrar com o pé direito.

A derrota na supertaça já lá vai e a equipa vitoriana terá agora de se concentrar no campeonato. Tentando fazer aquilo que foi conseguindo fazer na época transacta, ou seja, minimizar os estragos numa fase em que a equipa está ainda em crescimento e à procura das melhores soluções. Também aqui, Rui Vitória terá um papel determinante nesta fase. Encontrar as melhores soluções para uma equipa que mudou muito em tão pouco tempo.

A resposta defensiva frente aos algarvios não foi a melhor e por isso é previsível que o treinador vitoriano faça alterações. Aproveitar a polivalência e experiência de Moreno e fazê-lo recuar para central? Ou manter o quarteto defensivo intacto e, para resguardar mais a defensiva em fase de crescimento, colocar Olímpio ao lado de Moreno para tamponar o jogo ofensivo adversário? Se assim for, Crivellaro ou Barrientos poderão ser sacrificados.

Na frente, a maior tarimba de Maazou deverá fazer com que o internacional pelo Níger surja na frente substituindo Tomané. Também a experiência mal sucedida de colocar Barrientos como falso extremo, deixando Addy muito sozinho na hora de defender, poderá levar à titularidade do jovem Ricardo Gomes. Veremos o que Rui Vitória fará nesta jornada inaugural, sempre importante no desempenho das equipas nos campeonatos.

Finalmente, falemos de Tiago Rodrigues e Ricardo. Rui Vitória diz, e bem, que apenas conta com os que cá estão, mas certamente que o treinador vitoriano desejará o regresso dos dois (algo que parece cada vez mais difícil). Sem lugar na equipa principal portista, poderiam encontrar em Guimarães uma boa forma de continuarem a evoluir. Ao contrário do que já li por aí, coloco-me ao lado daqueles que defendem o empréstimo dos dois jogadores. Porque não estamos a falar de um empréstimo comum, mas de jogadores sobre os quais o Vitória tem ainda uma percentagem do seu passe e por isso a valorização dos activos não é apenas positiva para o clube detentor do seu passe. Depois, porque são jogadores que se valorizaram precisamente no Vitória. E, finalmente, porque seriam dois atletas desportivamente muito importantes para uma temporada exigente como esta, com várias competições para disputar. 

Claro que em termos românticos preferia dizer que o melhor seria encontrarmos dentro do nosso próprio plantel outras soluções de idêntica valia mas... nem sempre isso é fácil como compreendemos. E por isso, seriam sempre melhor tê-los do lado de cá. Mas, atenção, caso não regressem tenho a certeza que Rui Vitória encontrará soluções dentro dos que cá estão e, com uma importante dose de paciência dos adeptos, voltará a levar este Vitória a bom porto.

0 Comentários: