sábado, outubro 26, 2013

Polémica Bento Kangamba e o Vitória



A notícia de ontem dando conta que a polícia federal brasileira acusou o general Bento Kangamba, presidente do Kabuscorp e principal patrocinador do Vitória de tráfico de mulheres e que por isso a Interpol está em campo no sentido de proceder à detenção do empresário angolano, acabou por, naturalmente, cair mal no seio da família vitoriana.
 
Contudo, e independentemente de todos preferirmos não ver o Vitória associado a este tipo de notícias e sabendo também que notícias como esta em nada beneficiam a imagem do clube ainda para mais num momento em que o Vitória tenta ganhar a credibilização perdida desde há uns anos a esta tarde, não tenho uma visão tão redutora sobre o assunto.
 
Não faço, inclusive, parte dos "puristas" (embora compreenda outras opiniões), que negam à partida financiamentos vindos de empresas cujos seus responsáveis são muitas vezes associados a negócios menos claros. Se preferia não ver o Vitória associado a notícias destas? Claro que sim. Mas num momento em que o clube precisa urgentemente de encaixes financeiros e quando surge uma proposta importante, não caberá ao Vitória recusar por ter dúvidas do modo como é conseguido - ou não - o dinheiro. Para isso servirão sempre os tribunais.
 
Da mesma forma que os clubes patrocinados pelo banco angolano BIC não questionarão de onde vem o seu maior suporte financeiro ou os clubes patrocinados pela ZON também não questionarão um dos seus principais accionistas, Isabel dos Santos, filha do presidente angolano, de que tipo de negócios provém toda a fortuna detida pela empresária angolana. E o mesmo valerá para as casas de apostas e muito mais.
 
Por isso, e mesmo preferindo que o Vitória não surja associado - ainda que indirectamente, obviamente - a este tipo de notícias, cabe-nos também ser algo pragmáticos nas análises e perceber que há momentos em que a margem de manobra é demasiado reduzida para sermos demasiado puristas nas análises. Ou então, há uma solução. Cheguem-se à frente e paguem o mesmo.

8 Comentários:

Maike disse...

Não altero uma virgula!
Partilho do mesmo ponto de vista.

26/10/13 19:12
Maike disse...

Não altero uma virgula!
Partilho do mesmo ponto de vista.

26/10/13 19:12
luis cirilo disse...

Meu caro amigo:
Poderia fazer um comentário mais vasto.
Mas fico-me por três pequenissimas notas.
1) Tenho algumas saudades do "Fórum Vitória" na rádio Santiago.
2)Compreendendo todas as razões aduzidas espero que essa "nódoa"(BK) desapareça o mais rapidamente possivel das nossas camisolas.
3)Uma das razões que norteeou a candidatura dos actuais orgãos sociais foi fazer diferente e não cometer erros que outros(clubes) cometem.
Parágrafo.

27/10/13 00:36
Vimaranes disse...

Caro Luis, se aparecer quem der o mesmo ou mais tenho a certeza que para o ano não haverá BK e haverá outra coisa qualquer. É a lei do mercado. O clube dos nossos (adeptos) sonhos provavelmente não seria SAD, a ser seria de capital maioritário do clube, ou teria como sócio maioritário um vitoriano e faria publicidade à UNICEF. Mas, todos sabemos que a realidade é outra fruto das circunstâncias que todos conhecemos. E neste caso, como escrevi o Vitória aceitou a melhor proposta (e não está, como sabemos, em situação de ser muito exigente em várias matérias) e o resto fica para os tribunais decidirem.
Relativamente ao primeiro ponto, há "manchas" e "manchas". E não faltarão fóruns para discutir isso mesmo, e teria muito gosto em fazê-lo.
Um abraço!

27/10/13 01:09
luis cirilo disse...

Carlos:
Sobre as necessidades financeiras do Vitória tenho uma ideia geral embora já algo desfasada no tempo dado que saí da direcção vai fazer um ano.
Tenho o maior apreço,enquanto vitoriano,pelo trabalho que Júlio Mendes/Francisco Principe tem feito na recuperação financeira do clube e que creio que estará expressa no próximo Relatório e Contas.
Dito isto, e não me custando nada acreditar que quando o BK foi aceite como patrocinador os dirigentes do Vitória não sabiam do seu cadastro, a verdade é que hoje todos sabemos que é um criminoso procurado pela Interpol.
Por crimes vários entre os quais tráfico de mulheres e lavagem de dinheiro.
Podemos olhar para o lado, fazer de conta que não sabemos,refuguiarmo-nos nos argumentos do mercado (foi o que deu mais)ou esperar que os tribunais se pronunciem se algo dia for preso e levado a julgamento.
Podemos até argumentar com a ZON,o BIC e outros patrocinadores do futebol com dinheiro de proveniência duvidosa.
Podemos fazer isso tudo.
Mas desculpa que te diga que eu cada vez que olho para as nossas camisolas e vejo lá o BK sinto que não devia lá estar.
Porque não é por o vizinho roubar que eu roubo,não é por o vizinho aldrabar que eu aldrabo,não é por o vizinho traficar que eu trafico.
Dir-me-ás que é uma visão idealista que não resolve problemas enquanto o pragmatismo,esse sim, o faz.
Será.
Por isso os pragmáticos ficaram e o idealista se veio embora.
É a lei da vida.

27/10/13 01:47
Oliveira disse...

A toda esta polémica, vou apenas responder a uma afirmação do Sr. Luis Cirilo, eu que já tenho há algum tempo, um artigo para publicação num dos blogs que leio regularmente. Porque ainda não o fiz? Porque me dá tristeza e pudor o ter que citar esse BK., eu que não nasci Vitoriano, mas por aquelas "coisas" que enquanto meninos, vamos interiorizando, até dos caramelos, lembram-se? Depois porque nos bancos da escola tantas vezes, me citaram o D. Afonso Henriques, que seria um modelo de virtudes e pai da Nação onde nasci. E mais recentemente porque tenho um filho que resolveu casar em Guimarães e desse enlace nasceu um netinho, quem anda agora na primária. Por tudo isso gosto e vivo o Vitória apesar de estar a mais de cem quilómetros. Sei que estes sentimentalismos não pagam os ordenados, mas isso são outras contas e há uma coisa a que chamavam, acho que ainda chamam honradez, que marcam uma fronteira e que por vezes vale muito mais que o dinheiro. Outras formas haverá de não entrar por ínvios caminhos, aí sim estarão presentes os grandes Homens os grandes Gestores. Mas para quem queria responder apenas a uma afirmação do SR. Cirilo, já me alonguei demais, por isso quando afirma que os dirigentes Júlio Mendes/Francisco Príncipe, quando aceitaram BK, como patrocinador não saberiam do cadastro, de tão energúmeno personagem. Meu amigo esta dupla de que fala não são dois indivíduos quaisquer, claro que sabiam, pois as tropelias de que falam já vêm de longe, já vêm do tempo em que esteve preso pelo célebre caso do Boeing777, e desde já lhe respondo, adivinhando uma questão que por norma se costuma colocar, foi condenado pagou a dívida, não aquela pseudo condenação não paga tamanho crime.
Amigos o dinheiro não paga tudo, o dinheiro que o Vitória recebeu do BK, não vai chegar para pagar o detergente para lavar tamanha dívida. POR HONESTIDADE INTELECTUAL, POR FAVOR NÃO comparem o caso Kangamba, com o BIC ou a ZON, porque o não são, apesar dos contornos menos claros relativamente a estas últimas instituições.
Peço desculpa por intervir nesta vossa discussão, mas doi-me ver o símbolo de uma personagem menor, esmagando o Pai da Nação, é claro que me refiro ao tamanho da impressão constante nas camisolas.
Cordiais saudações

31/3/14 18:57
Oliveira disse...

Todo dinheiro que o Vitória recebeu do BK, não vai chegar para pagar o detergente para lavar tamanha nódoa e não dívida.

Peço desculpa pelo erro.

31/3/14 22:18
Oliveira disse...

Peço desculpa pelo erro cometido no comentário anterior.

Queria dizer:
Todo o dinheiro que o Vitória recebeu do BK, não vai chegar para pagar o detergente para lavar tamanha NÒDOA (e não dívida).

31/3/14 22:21