sábado, outubro 05, 2013

Prova de maturidade (1-1)

 
 
Muito já se disse e escreveu sobre a noite desta quinta-feira. Muito se viveu e sofreu também. Estive por dentro da comitiva e voltei a perceber que esta equipa do Vitória respira saúde. Confiança e ambição q.b., a que se juntou também uma prova inequívoca de maturidade frente ao candidato Lyon.

E essa prova de maturidade e carácter não se faz apenas pela "nota artística" das exibições, mas essencialmente pela capacidade de se perceber quando se pode ganhar e quando não se pode perder. Essa prova dá-se quando em ambientes difíceis a equipa sabe arregaçar as mangas e sabe sofrer. Foi isso que aconteceu esta quinta-feira. 

Se na primeira parte, o Vitória mostrou qualidade e saiu justamente a vencer para o intervalo, na segunda parte soube saber sofrer quando a isso foi obrigado. O empate abre boas perspectivas para o que se segue e para a qualificação. E, pelo que já se viu, esta equipa será sempre capaz de lutar. Nem sempre de ganhar, mas em qualquer circunstância de lutar. Não foi afinal de contas isso que andamos a pedir há tantos anos? Mérito do Vitória. Do Rui, claro. E daqueles que fazem este Vitória maior do que a sua própria dimensão. Os seus adeptos, evidentemente. Como se viu pela fantástica deslocação a Lyon!

0 Comentários: