terça-feira, novembro 26, 2013

Novo balde de água gelada (0-1)



O jogo foi já de si jogado com uma temperatura baixa mas, o pior estaria guardado (uma vez mais) para o fim, com mais um balde de água gelada servido no último minuto. Depois de uma excelente primeira parte do Vitória, intensa e de qualidade, os vitorianos não foram capazes, como seria previsível, de aguentar o ritmo no segundo tempo mas ainda assim não mereciam um castigo destes. Mais remates e mais oportunidades que resultaram de novo em zero pontos e na quinta derrota consecutiva.
 
Até "quebrar", o Vitória mostrou sempre qualidade para conquistar um resultado positivo mas, quando foi preciso "mexer", a equipa perdeu inegavelmente qualidade. O plantel está encurtado com as lesões de jogadores importantes e numa fase em que jogos importantes se acumularam ainda mais se nota.
 
Ainda assim, nota muito positiva para as duas surpresas no onze preparadas por Rui Vitória. Tomané e João Amorim justificaram a opção do técnico do Vitória, principalmente o lateral-direito da "cantera" vitoriana, protagonista de uma exibição personalizada e de qualidade. No "miolo", houve ainda lugar a mais duas exibições de muita qualidade dos "Andrés", principalmente do vila-condense que o Vitória recrutou na época passada ao Varzim.
 
Apesar de mais um duro golpe no ânimo dos vitorianos, não há tempo para chorar mais esta derrota. É preciso levantar a cabeça e vencer já na próxima quinta-feira em Rijeka. Há muito ainda para conquistar e vamos voltar a ser felizes. Até porque, jogando como no domingo, esta equipa merece.

0 Comentários: