segunda-feira, dezembro 16, 2013

Apetência para jogar fora (2-0)



Sim, a foto não é engano. Sim, não é uma foto do Arouca-Vitória desta tarde. Mas não é por acaso. Hoje, o Vitória voltou a mostrar a sua apetência para jogar fora e derrotou o Arouca. Fê-lo com mérito, com eficácia e também com a felicidade que às vezes tem faltado nos jogos em casa onde a equipa até tem tido mais oportunidades.
 
Mas fê-lo, também, com mais uma exibição defensiva consistente e com uma eficácia ofensiva no primeiro tempo que lhe permitiu gerir a partida na segunda. Sem deslumbrar, sim, mas com a competência que se pede para uma equipa que quer atingir os seus objectivos. E hoje em Arouca, tivemos um Vitória competente e que, com isso, saltou para os lugares europeus.
 
Contudo, deixa-me destacar dois aspectos. Este Vitória é, nesta altura, a 3ª melhor defesa no campeonato, com 10 golos sofridos, apenas mais um do que Porto e Sporting. O ano passado, por esta altura, a equipa tinha 21 golos sofridos. Hoje olha-se para a defesa do Vitória e sentimos orgulho na nossa formação. Paulo Oliveira, João Amorim e Luis Rocha são produtos nossos, de um clube que se orgulha e tem de continuar a orgulhar dos activos que faz crescer. (Deixem-me no entanto não ser injusto e destacar a regularidade de Freire nos últimos jogos).
 
Na frente do ataque, houve mais um desses "produtos" em destaque. Talvez um dos jogadores que mais rapidamente tem evoluído, Tomané. Mais um golo e, de belo efeito. Mais um dos que cresceu e muito.
 
Claro que há muitos outros que será injusto não destacar, um deles o capitão do Vitória, Leonel Olímpio. Hoje ao vê-lo sair do campo, de cabeça ligada e a mancar, só me ocorreu dizer que parecia ter vindo da "guerra". E veio. Da sua guerra no campo, onde deixa sempre tudo.
 
Mas deixem-me voltar à foto. Permitam-me dizer e com um sorriso rasgado, como cresceram estes miúdos. Sim, este é e continuará a ser o nosso caminho!

0 Comentários: