segunda-feira, março 03, 2014

Espírito Conquistador (2-2) (vídeo)


 
Atitude de superação, espírito de conquista, uma crença notável. Esta equipa já nos habituou a isto e esta noite foi igual a si própria. Esta noite, teimaram em colocar-lhe obstáculos no caminho, mas este Vitória teve uma capacidade de resposta ao nível daquilo que os seus associados sempre exigiram às suas equipas.
 
Mesmo a perder 2-0, de forma tremendamente injusta e com o primeiro golo a nascer da marca da grande penalidade, o Vitória resistiu e acreditou. Reentrou na discussão do jogo com um golo de Maazou mesmo no final do primeiro tempo e carimbou o empata na etapa complementar depois de um golo de Marco Matias e um passe açucarado de Maazou.
 
Estava demonstrado que esta equipa não entrega as armas mesmo que tudo pareça resolvido. E, não fosse alguma desinspiração ofensiva e a dimensão da recuperação teria sido bem maior. Pena que num jogo com emoção e bom futebol, tenha feito parte dele um árbitro com uma capacidade tremenda para se equivocar. A não expulsão de Abdoulaye ainda no primeiro tempo por mão na bola, em zona perigosa já depois de ter visto um cartão amarelo, é um erro demasiado grave para passar sem uma referência. Como o será também a não expulsão de Quaresma, também amarelado, por aquele momento no final da primeira parte. Ou então a não expulsão de Danilo já no segundo tempo depois do empurrão a André André. Mau demais...

Foi por isso ainda mais notável a prestação do Vitória esta noite. E principalmente de um "miúdo" a quem o nome encaixa tão bem. Porque tal como o nome diz, André André, vale mesmo por dois. Contudo, será injusto falar apenas de um, quando o espírito de grupo foi, de novo, a principal arma deste Vitória.
 

0 Comentários: