domingo, março 30, 2014

Sem vermelhos, houve via verde (1-0) (vídeo)



A arbitragem de Nuno Almeida acabou por ser decisivo no desfecho de um jogo em que o Vitória voltou a merecer bem mais do que conseguiu. Diante do Sporting e num ambiente difícil, os vitorianos apresentaram sempre as linhas muito subidas, impedindo assim os leões de ter espaço na fase de construcção. A verdade é que o Vitória teve oportunidades suficientes para evitar a derrota mas, uma vez mais, foi demasiado perdulário na hora de atirar a contar.

Mas o que sobressai também deste jogo é a má arbitragem do algarvio Nuno Almeida. Fechou os olhos a dois lances que poderiam ter dado expulsões de Slimani e Adrien e que poderiam ter mudado o cariz do encontro. A simulação grosseira de Slimanni (já depois de ter visto um amarelo também por simulação) só poderia ter dado expulsão por acumulação de cartões e a entrada inacreditável de Adrien sobre Marco Matias teria de ter valido o vermelho directo, num lance em que Nuno Almeida nem falta assinalou (?!). Esteve também mal ao validar o golo do Sporting, uma vez que Jeffersson está em posição irregular. Da mesma forma que esteve mal no golo anulado ao Sporting porque Montero está em posição legal. Uma péssima arbitragem, que ficou bem evidente na forma como foi gerindo o jogo na fase inicial, fazendo vista grossa às faltas cometidas sobre os jogadores do Vitória.

A exibição vitoriana, personalizada e destemida, merecia um pouco mais nesta deslocação a Alvalade. Contudo, a dificuldade que o Vitória mantém em marcar golos e a arbitragem de Nuno Almeida, tudo complicaram. O Vitória mantém esperanças em chegar a um lugar europeu mas falta agora menos uma jornada...

0 Comentários: