domingo, abril 06, 2014

Empate que soube a pouco (0-0) (vídeos)



Nas bancadas, o ambiente foi de primeira, com provocações de parte a parte e a noção de que as rivalidades não se atenuaram pelo longo percurso do Boavista nos escalões inferiores. Jogo aparte, estranho, como estranhará qualquer adepto de futebol que um clube condenado por coação a árbitros de futebol e relegado para a segunda liga (e que por incompetência caiu para escalões não profissionais) seja agora integrado no primeiro escalão. Percebemos agora que o crime compensa e que se pretende, com esta subida na secretaria apagar o que o que foi feito, com a conivência dos clubes da primeira liga. Contudo, sou obrigado a admitir que estes jogos são diferentes dos demais.
 
No que ao jogo diz respeito, a verdade é que na primeira parte estivemos longe de assistir a uma boa partida de futebol. O equilíbrio foi muito, mas as oportunidades escassearam. O Vitória B apresentou Moreno como novidade e o central foi importante pela experiência que trouxe ao sector mais recuado. O nulo ao intervalo era uma consequência natural do que se foi vendo, no mal tratado sintético do Bessa.
 
Na etapa segunda, as coisas foram um pouco diferentes. O jogo continuou a ser muito disputado, ficando a sensação que poderia cair para qualquer um dos lados, mas as defesas superiorizaram-se sempre aos ataques. Ainda assim, na segunda parte as melhores ocasiões foram para o Vitória B. E não fosse a ineficácia de Hernâni em duas situações e o cabeceamento à trave de Ricardo mesmo em cima do apito final, o desfecho poderia ter sido diferente.
 
Com este empate, o Vitória B vê agora o Vizela fugir na tabela mas continua na luta de uma segunda volta em que os vitorianos terão de fazer mais para conseguirem ascender aos campeonatos profissionais.
 
Os pequenos vídeos que se seguem são do apoio vitoriano no estádio do Bessa, esta tarde.
 
 
 
 

0 Comentários: