domingo, abril 27, 2014

Mesmo contra 14, Vitória sobe ao 2º lugar (2-1)



Tarde de sol e com muito público no complexo vitoriano, num jogo determinante na luta pela subida. Com Assis, Moreno, Paulo Oliveira e André André no "onze", o Vitória B mostrou cedo o que pretendia para a partida, mas alguma infelicidade na hora de atirar a contar impediu que o Vitória ganhasse vantagem. Infelicidade de uns, sorte de outros, com o Vizela a marcar primeiro na primeira vez que foi à baliza de Assis. 

Por esta altura, já se percebia que o Vitória B não teria tarefa fácil esta tarde, não só pela qualidade do adversário mas também pela actuação da equipa de arbitragem. A grande penalidade sofrida por André André e transformada num cartão amarelo para o médio vitoriano foi apenas um dos exemplos, num desafio que se esperava maior cuidado nas nomeações.

Contudo, e em dois lances tirados a papel químico, o Vitória conseguiria operar a reviravolta no marcador, na sequência de dois cantos batidos por Bernard e concluídos de cabeça, primeiro por Cafú e depois por Paulo Oliveira.

Resultado justo ao intervalo mas que teve de ser agarrado com muito coração no segundo tempo. A expulsão estranha de Cafú foi mais um exemplo de uma péssima actuação da equipa de arbitragem, bem como a dualidade de critérios exibida ao longo de todo o jogo. Com a expulsão de Bernard, o Vitória B ficou obrigado a segurar a vantagem com apenas 9 jogadores, mas fê-lo com o coração e a garra que se pedia.

Triunfo justo, que faz o Vitória B saltar para o 2º lugar da série norte, atrás do Freamunde que também venceu o Bragança pelo mesmo resultado. Na próxima final, o Vitória B desloca-se a Freamunde, num jogo que poderá também ser verdadeiramente decisivo.

0 Comentários: