domingo, outubro 26, 2014

Escasso para tanta qualidade (0-1)



O golo de João Afonso deu cor a uma exibição que merecia um resultado bem mais volumoso. O Vitória terá feito a melhor primeira da temporada, anulando por completo o Vitória sadino. Às palavras deselegantes de Domingos, o Vitória respondeu dentro de campo com uma exibição de encher o olho.

Uma defesa sólida com um quarteto em excelente nível, um miolo equilibrado por Bouba e André e guiado por Bernard e um ataque endiabrado com Hernâni a fazer "gato sapato" dos adversários, foi a combinação perfeita para os vitorianos alcançarem mais três pontos que mantêm a equipa no 3º lugar do campeonato.

Para além da consistência evidenciada, o destaque vai mesmo para a qualidade do futebol apresentado e para o qual o Vitória de Setúbal nunca foi capaz de encontrar antídoto. Também por isso, o resultado peca por escasso, tão significativa que foi a superioridade minhota. Registe-se ainda, e porque tanto se falou em mergulhos, para a grande penalidade que ficou por assinalar a favorecer o Vitória, por falta sobre Hernâni.

Uma última nota para um espectador especial nas bancadas. Paulo Oliveira. O central do Sporting (que marcou nesta jornada) esteve presente no Sado para apoiar a sua anterior equipa e para abraçar os seus ex-companheiros. Um exemplo de humildade, de um jogador que não é apenas grande dentro do terreno de jogo. Ao Paulo, estou certo, e tirando os jogos com o Vitória, todos lhe desejamos o melhor, até porque é daqueles que merece inteiramente o sucesso. E por falar em Paulo Oliveira, Sábado há mais uma batalha para os conquistadores, precisamente diante do Sporting! 

0 Comentários: