domingo, maio 17, 2015

Empate no jogo, triunfo da identidade nas bancadas (0-0)



Em campo, um empate, sem golos. Com uma exibição plena de alma, aliás foi esse o mote de uma excelente temporada da qual ainda há um jogo para vencer. Mesmo com menos soluções, mesmo com alguns titulares de fora, a equipa foi gigante. Na atitude. 

No castelo voltou a não passar um dos candidatos ao título e, hoje mesmo coroado campeão nacional. Mas o que fica de mais especial foi o triunfo da identidade. Hoje, para quem tem dificuldades de entender, por este país fora, o que é o Vitória, ficou mais uma explicação. Sobre o que é afinal este sentimento vitoriano. Esta paixão que transborda a cada jogo e que faz desta uma cidade tão especial. 

O Vitória é exactamente isto que se viu. Um clube diferente. Numa cidade também ela diferente, onde apenas se respira Vitória. Onde só há lugar para um manto... o "manto branco". E em que estes jogos são fundamentais para a reafirmação do Vitória e para a manutenção de uma identidade muito própria.

Com este empate, o Vitória mantém em aberto a decisão do 4º lugar do campeonato, até ao último suspiro. Numa luta desigual perante um clube que gasta milhões, mas em mais uma prova de superação de um Vitória que fez uma excelente temporada e que hoje, voltou a apresentar vários jogadores portugueses, vários atletas da formação, mostrando de forma evidente que o caminho é, e continuará a ser este.

Pode ver toda a fotoreportagem do encontro e também da festa antes e depois do desafio no facebook do VIMARANES em http://ovimaranes.blogspot.pt/.

0 Comentários: